Siga-nos!

igreja perseguida

Mãe perdoa jovens terroristas que mataram seu filho

Dita Oepriarto, membro de um grande grupo terrorista, causou diversas mortes incluindo sua própria família.

em

Atentado na Indonésia
Atentado na Indonésia (Foto: Masyudi S. Firmansyah/AP Photo)

Enquanto Wenny Angelina Hudojo e seus dois filhos pequenos caminhavam em direção à igreja Católica Santa Maria, no dia 13 de maio de 2018, em Surabaia, na Indonésia, uma explosão os levou ao chão. Quando Wenny tentou alcançar seus filhos, ela os encontrou gravemente feridos. Seus filhos morreram mais tarde no hospital.

Evan, seu filho mais velho, teria completado 15 anos este ano, em 29 de agosto. Em vez disso, nesta data, a celebração foi marcada apenas por orações e flores colocadas em seu túmulo.

“Feliz aniversário no céu para meu anjo Evan. Sempre seja feliz com Nathan no céu. Felicidades do papai e da mãe que sempre sentem sua falta”, escreveu Wenny em sua homenagem aos dois filhos Evan e Nathan, publicada no instagram.

Três dias após o atentado suicida, Wenny perdoou os dois criminosos. Isso a ajudou a diminuir seu fardo.

“Meus filhos não querem que eu fique triste, então eu tenho que ser forte. Eu os amo muito e eles definitivamente amam sua mãe. Além disso, nosso Senhor sempre nos ensina a amar as pessoas más. Isso é amor verdadeiro”, acrescentou Wenny segundo International Christian Concern.

A mãe em luto também sentiu pena dos jovens agressores suicidas e os via como vítimas da ideologia extremista de seu pai.

Dita Oepriarto, membro sênior do Jamaah Ansharu Daulah (JAD), o maior grupo terrorista ligado ao islã da Indonésia, radicalizou sua esposa e quatro filhos Yusuf, Firman Halim, Fadhila Sari e Famela Rizqita, fazendo-os assistir a imagens de explosões suicidas.

Durante os ataques de 13 de maio, Yusuf de 17 anos e Firman de 16 anos preparados por seu pai, viajaram para a igreja de moto e detonaram os explosivos, o que resultou nas suas próprias mortes e outras cinco mortes que incluíam os filhos de Wenny, Evan e Nathan.

Logo após, sua mãe e irmãs mais novas escolheram atacar outra igreja da mesma forma. Dita foi o último, ele dirigiu seu carro carregado de bomba até uma terceira igreja que também explodiu, matando ele e mais sete pessoas.  Dentro de 90 minutos, Dita sacrificou sua família por sua visão islâmica extremista.

Você pode gostar
Será que o público entende quando você prega?
Adquira o curso que é focado em desenvolver e destravar a Oratória de futuros Líderes Cristãos.
SAIBA MAIS! »

Termine o ano memorizando a Bíblia!
Memorize os livros da Bíblia e suas passagens de um jeito super dinâmico. Fortaleça sua fé para comunicar a Palavra de Deus do jeito fácil!
SAIBA MAIS! »

Se capacite em administrar melhor suas finanças!
Veja como você pode ser mais próspero financeiramente à luz da Palavra de Deus.
SAIBA MAIS! »

Trending