Siga-nos!

testemunhos

Mãe conta o drama de ver filho de 5 meses com covid-19: “Só podia orar e pedir a Deus”

Família venceu doença após passar por situação delicada.

Michael Caceres

em

Bélit Araújo e filho
Bélit Araújo e filho (Foto: Reprodução/Arquivos Pessoais)

Uma família de São Bento, Paraíba, compartilhou o testemunho de milagre que viveram em meio a luta contra a covid-19. O casal Alex e Bélit Araújo, de 30 e 28 anos respectivamente, foram acometidos pela doença, mas viveram momentos de temor com o filho de 5 meses, Nicolas, que também se contaminou.

“Alex ficou doente da garganta, achamos que era só gripe, mas no segundo dia Nicolas teve diarreia e febre”, conta a influenciadora digital Bélit.

O médico que atendeu os dois suspeitou de covid, medicando Alex e o pequeno Nicolas para controlar a febre. A mãe diz que ficou muito preocupada pelo fato de a criança ter apenas 5 meses na época. “Eu estava muito preocupada, pois Nicolas tinha apenas 5 meses”, revela a mãe.

Já no terceiro dia, foi Bélit que passou a ter sintomas de covid, iniciando com dor leve na garganta e muita dor de cabeça e no corpo, passando a tomar a medicação receitada pelo médico.

Depois de alguns dias, Alex passou a ter novos sintomas, perdendo o paladar e o olfato, o que é comum em casos de coronavírus. A diarreia do bebê foi passando aos poucos, mas ele continuava a ter febre e isso causava muita preocupação no casal.

“Quando chegava a noite ele piorava muito, eu ficava a noite toda com ele no colo pra ele conseguir descansar. Ele ficava choramingando no meu colo e eu angustiada, não sabia o que fazer”, disse.

Assustada pela situação e se sentindo completamente impotente, a mãe diz que recorria ao poder da oração, pedindo para Deus não levar seu filho, já que havia muitos relatos de bebês que não resistiam.

“Só podia orar e pedir a Deus que não levasse ele de mim, porque via vários casos de bebês que não resistiam”, disse.

Enquanto cuidava do filho, Bélit ainda tinha que lidar com a doença no seu corpo, sentindo muita dor e febre, já que o pequeno estava com sintomas mais graves, sentindo dor no corpo e falta de ar.

“Dormiu novamente no meu colo e eu ficava sentadinha na rede, balançando até o dia amanhecer, só isso acalmava ele”, disse Bélit.

Ela conta que depois de alguns dias perdeu o olfato e o paladar, mas o bebê começou a melhorar, assim como o esposo. No entanto, o medo de perder o filho ainda era muito forte, já que a família continuava com o vírus no seu corpo.

“Meu maior medo era perder meu bebê, ele era muito pequenininho e ver ele com febre de 40 graus a cada 2 ou 3 horas me matava.  Às vezes que ele ficava sem ar me deixava mais e mais angustiada”, disse.

Depois de mais alguns dias, todos se recuperaram da doença de forma milagrosa. “Não sei como, mas conseguimos sair dessa sem sequelas e estamos bem”, conta Bélit aliviada.

Evangélicos, Bélit e Alex se apegaram à para conseguirem superar a situação. “A fé nos manteve no controle. Quando batia o desespero a gente orava. Somos humanos e é normal ficarmos com medo, mas sempre que o medo de perder meu filho batia, eu me apegava com Deus. Ele me manteve firme”, conta.

Você pode gostar
Será que o público entende quando você prega?
Adquira o curso que é focado em desenvolver e destravar a Oratória de futuros Líderes Cristãos.
SAIBA MAIS! »

Termine o ano memorizando a Bíblia!
Memorize os livros da Bíblia e suas passagens de um jeito super dinâmico. Fortaleça sua fé para comunicar a Palavra de Deus do jeito fácil!
SAIBA MAIS! »

Se capacite em administrar melhor suas finanças!
Veja como você pode ser mais próspero financeiramente à luz da Palavra de Deus.
SAIBA MAIS! »

Trending