Siga-nos!

Política

Lula diz que deixará a prisão para “fazer luta” e já marca encontro com o MST

Ex-presidente diz que sairá mais à esquerda do que quando foi preso.

em

Lula
Lula. (Foto: Douglas Magno/AFP)

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, preso por corrupção e lavagem de dinheiro, afirmou nesta sexta-feira  (8) que deixará prisão para “fazer luta”e  já marcou encontro com o MTS.

A declaração foi da da após o Supremo Tribunal Federal  (STF) rever a prisão após condenação em segunda instância, o que permitirá a saída do líder petista da prisão.

Lula disse que disse nesta tarde que fará “um grande pronunciamento à nação” assim que for libertado e planeja uma partida de futebol com membros do MST (Movimento dos Trabalhadores Sem-Terra) no próximo dia 21 em Guararema (SP).

Ele recebeu visita da presidente do PT (Partido dos Trabalhadores), Gleisi Hoffmann; o presidente do Instituto Lula, Paulo Okamotto e o coordenador nacional do MST, João Paulo Rodrigues.

“Ele [Lula] disse: ‘avise lá os sem-terra que eu vou sair mais à esquerda que entrei. Vou sair fazendo luta'”, relatou o coordenador do MST. “Ele [Lula] disse que, ao sair, quer preparar um grande pronunciamento à nação e discutir os desafios que o Brasil enfrenta. Falou muito da grande luta contra o neoliberalismo”, comentou.

Rodrigues, Gleisi e Okamotto estiveram com Lula por cerca de uma hora, segundo disseram à imprensa. Lula estaria ansioso com a possibilidade de se livrar da prisão.

Publicidade