Siga-nos!

Política

Em velório do neto, Lula diz que levará “diploma de inocente” para o céu

Dois pastores fizeram uma celebração religiosa no velório do menino que morreu vítima de meningite

em

Após ter recebido autorização da Justiça para acompanhar o velório e a cerimônia de cremação de seu neto Arthur, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva deu algumas declarações que foram repercutidas pela imprensa.

O político, que está preso na carceragem da Polícia Federal em Curitiba, usou um avião do governo paranaense para ir a São Bernando (SP) onde se encontrou com familiares e correligionários. Do lado de fora do cemitério, manifestantes pediam a libertação do ex-presidente.

Segundo testemunhas, Lula prometeu provar a inocência em memória de Arthur, que morreu vítima de meningite na sexta-feira.

“Você sofreu muito bullying por ser meu neto. Eu vou provar minha inocência e vou levar para o céu o meu diploma de inocente. Vou provar quem é ladrão e quem não é”, afirmou o líder petista.

No caminho até o caixão do neto ele encontrou com familiares e amigos. Estiveram presente na cerimônia, entre outros, Fernando Haddad, Dilma Rousseff e Gleisi Hoffmann.

O corpo do menino foi cremado e um padre e dois pastores fizeram uma celebração religiosa.

O ex-presidente ficou uma hora e 50 minutos no local e voltou pra Curitiba perto das 16h.