Siga-nos!

Sociedade

Líderes religiosos deverão ajudar no combate a violência contra mulher, diz Damares

Religiosos deverão incentivar a denúncia e oferecer assistência social para a mulher ter condições de seguir sua vida longe do agressor

em

Damares Alves. (Foto: Wilson Dias/Agência Brasil)

Durante  a Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher que aconteceu nesta terça-feira (16) na Câmara dos Deputados, a ministra Damares Alves informou que procurará as igrejas para auxiliar no programa de combate a violência contra a mulher.

Segundo Damares, que é evangélica, muitas mulheres vítimas de violência domésticas procuram as igrejas e só recebem uma oração. “Está na hora desses líderes religiosos também entenderem que nós vamos orar pelas mulheres, nós vamos pegá-la pela mão e levá-la até a delegacia”, disse.

A proposta é que os líderes não apenas incentivem a denuncie, como esteja do lado das vítimas para a denúncia e ainda ofereçam ajuda assistencial. “A igreja vai ter que fazer o seu papel social”.

Damares foi questionada sobre a campanha “Salve uma Mulher” que pretende capacitar profissionais de beleza para reconhecer e auxiliar mulheres vítimas de violência. A segunda etapa desse programa será, então, direcionado para preparar os líderes religiosos.