Siga-nos!

Mundo Cristão

Liberdade Econômica: por que alguns países prosperam?

Antonio Cabrera ministrou em plenária na Conferência Inspire 2019, na Igreja da Cidade.

Avatar

em

A Conferência Inspire 2019, na Igreja da Cidade de São José dos Campos/SP, contou com a presença de Antônio Cabrera, de São José do Rio Preto/SP, empresário, médico veterinário, ex-ministro da Agricultura, membro da Sociedade Bíblica do Brasil e do Ministério Gideões, que discorreu sobre Economia Cristã.

Muito dinâmico, Cabrera mencionou questões que envolvem as desigualdades sociais, no Brasil, e aspectos da Economia à luz da Bíblia, iniciando com um disparo sobre aquilo que a gente vê e aquilo que a gente não vê: “Eu me incomodo com a forma que alguns cristãos exercem a assistência social nas igrejas evangélicas, focando nos três “S”: sopa, sabão e salvação. Penso que precisamos ver além e considerar que aquele cérebro com seus talentos está sendo desprezado”.

Leia mais...

Em seguida, Cabrera chamou a atenção para os indicativos do mundo em que vivemos: “um jovem de 17 anos já terá usado seu tempo para acessar 5 milhões de vídeos pela internet, 11 mil vídeos na escola, 20 mil vídeos da família e gasto 800 horas na igreja:”Isto é preocupante!”

A falta da visão econômica cristã gera fome

Sobre a situação econômica no Brasil, o ex-ministro disse: “Sabe como ensinar Economia para seu filho? Coma 46% do sorvete dele”.

Citou os Estados Unidos como uma boa referência, mencionando parte de seus “Documentos Fundamentais”: “… todos os homens são criados iguais e são dotados de direitos inalienáveis, entre os quais estão a vida e a liberdade”.

“Não importa qual seja sua profissão; seja para honra e glória de Deus”, disse Cabrera. “Cada um permaneça na vocação em que foi chamado”, (I Co 7.20), reforçou.

“Temos um mandato cultural, na Terra, e a liberdade de descobrir o próprio potencial. Esta liberdade deve ser preservada”, disse, citando Gn 1.28.

Deus não te entrega a Terra pronta

Antônio Cabrera falou da necessidade do empreendedorismo: “Precisamos de pessoas que continuem mudando o mundo. Jesus era empreendedor. Somos embaixadores dos negócios e da Economia”.

Cabrera ilustrou com o pensamento de Benjamin Franklin: “Aqueles que abrem mão da liberdade essencial por um pouco de segurança temporária não merecem nem liberdade nem segurança”.

Enfatizou: “Nós, evangélicos, precisamos entender de Economia, porque envolve trabalho e fé. A Bíblia fala sobre estes aspectos”.

* Colaborou Denise Fonseca

Continue lendo