Siga-nos!

Ciência & Saúde

Documento mostra a responsabilidade cristã com o meio ambiente

Mais de 70 pessoas de diversos países se reuniram para falar sobre a fé a sustentabilidade

em

Adotar um estilo de vida mais simples e com princípios de sustentabilidade foi a conclusão da Consulta Global Lausanne sobre o Cuidado com a Criação e o Evangelho, reunião que uniu entre os dias 29 de outubro e 2 de novembro de 2012 mais de 70 homens e mulheres vindos de diversas partes do mundo.

O encontro aconteceu em Santa Anna, na Jamaica, e contou com a participação de líderes de igrejas, teólogos, cientistas e outros profissionais.

O documento com o relatório final foi publicado recentemente em português pelo Movimento Lausanne e mostra que para estes especialistas, cuidar da Criação é uma resposta ao Evangelho.

“A consulta reconhece que precisamos de um novo compromisso com um estilo de vida simples e com princípios sustentáveis, e de uma teologia integrada com a responsabilidade ambiental e com a esperança de Cristo para o mundo”, diz trecho do texto.

O texto também fala que há a necessidade de reconhecermos que fracassamos por não cuidar corretamente da Criação de Deus e pedindo misericórdia poderemos esperar que Deus possa sarar a terra.

Ao convocar os cristãos para tomarem uma atitude em pró do meio ambiente, o documento diz que a igreja nos países em desenvolvimento precisa assumir a liderança nos desafios ambientais e incluir estratégias evangelísticas com os povos não-alcançados.

A revista Ultimato separou duas grandes convicções obtidas nesse encontro:

1. O cuidado com a Criação é uma questão que deve ser incluída em nossa resposta ao Evangelho, proclamando e agindo sobre as boas novas do que Deus já fez e completará para a salvação do mundo. Isto não é somente justificado biblicamente, mas é parte integrante de nossa missão e uma expressão de nossa adoração a Deus pelo seu maravilhoso plano de redenção através de Jesus Cristo. O nosso ministério da reconciliação é uma questão de grande alegria e esperança, e nós cuidaríamos da criação, mesmo que ela não estivesse em crise.

2. Estamos diante de uma crise urgente. O amor a Deus, ao nosso próximo e a toda Criação, assim como nossa paixão pela justiça, obrigam-nos à urgente e profética responsabilidade ecológica.

Você pode conferir todo o texto no site do Movimento Lausanne (www.lausanne.org).

Publicidade