Siga-nos!

Internacional

Kony 2012 mostra uma batalha espiritual segundo ONG cristã

Vídeo de quase 30 minutos é o viral mais rápido da história

em

O vídeo original ‘Kony 2012‘ já foi visto mais de 100 milhões de vezes no YouTube desde que foi postado em 5 de março. Isso sem contabilizar as versões legendadas em outras línguas. Acabou se tornando o viral mais rápido da história, o que chega a ser surpreendente para um material de quase meia hora com imagens fortes.

Ele mostra o planeta Terra, fala das novas tecnologias e de como hoje em dia é mais rápido e fácil se comunicar com o mundo. O foco muda para mostrar um pai e filho brancos, que desejam um “mundo melhor”.

O homem que dá nome ao vídeo e impede o mundo de ser melhor vive em Uganda, África. Joseph Kony é o líder da guerrilha que se intitula “Exército de Resistência do Senhor” (LRA, na sigla em inglês). Ele já seqüestrou mais de 30 mil crianças e fez delas soldados de seu grupo.

A ONG ‘Invisble Children’ [Crianças Invisíveis], que produziu o vídeo, acredita que a estratégia para eliminar o LRA é fazer o governo americano a enviar tropas para Uganda. Dessa maneira, Kony, que é procurado pelo Tribunal Penal Internacional por crimes contra a humanidade, seria capturado e julgado. De fato, em 2011, Obama enviou 100 militares para ajudar na captura de Kony, mas ele ainda não foi preso.

De fato, as ações de Kony têm afetado centenas de crianças e famílias em países como Uganda, Sudão e República Democrática do Congo. Mas muitas pessoas ficaram ofendidas com o vídeo.

Enquanto a maioria das pessoas ficou surpresa ao conhecer a realidade do tráfico de seres humanos e das crianças transformadas em soldados, os críticos alegam que o vídeo estimula uma “nova forma de colonialismo e militarização da região”. Dizem ainda que o LRA existe desde a década de 1980 e já perdeu muito de seu poder. E o pior: não é o único exército desse tipo no continente africano.

Nos últimos dias, surgiram críticas ferrenhas porque o dinheiro arrecadado pela ONG Invisible Children teria sido usado para custear a produção do filme ao invés de ajudar as vítimas.

Para os cristãos, a luta contra Kony e sua guerrilha não é novidade. Foi mostrada recentemente em parte pelo filme “Redenção“, que revela como o pastor Sam Childers tem usado inclusive armas na luta pela vida dessas crianças.

O Every Child Ministries (Ministério Todas as Crianças) é uma ONG cristã que vem trabalhando há anos com as vítimas dos crimes de Kony em toda a África. Lorella Rouster, membro do ministério, acredita que toda essa publicidade é uma coisa boa: “Vai chamar a atenção para o problema novamente, em primeiro lugar, porque os seres humanos têm memória curta e se esquecem facilmente do que acontece em um lugar distante de sua realidade como o norte de Uganda”.

Rouster acrescenta que “Vai levar anos, ou até mesmo gerações, para começarmos a curar os danos que Kony causou. Não é algo de uma época passada, porque os seus efeitos ainda são vistos claramente”.

Diferentemente da ONG Invisible Children, Rouster acredita que prender Kony não é tudo o que deve ser feito, pois existe uma cadeia de comando e ele seria rapidamente substituído.

Para ela “capturar Kony será um grande incentivo para as pessoas do norte de Uganda. Isso vai mostrar-lhes que a justiça foi feita”.

E mais, a captura de Kony pode abrir portas para o evangelho. Os obreiros do Every Child têm visto muitas vítimas dessas atrocidades aceitarem a Cristo. Além de criar mais oportunidades para pregarem a Boa Nova, os cristãos da região dizem que a luta contra Kony também é espiritual.

Rouster lembra que Kony sabidamente tem um “pacto” com o demônio. “Ele mesmo conta que regularmente conversa com poderes demoníacos. Eu acho que isso mostra o grande poder que está por trás dessa organização e talvez explique porque tem sido muito difícil capturá-lo. Ainda assim, Cristo é mais poderoso, e Kony pode, sim, ser encontrado, preso e julgado”, ressalta Rouster.

Para Lene Palmer, colunista do Christian Post, é curioso que muitos cristãos não percebam que esse tipo de situação revela uma estratégia de Satanás. Ele questiona: “Você sabia que 85% das pessoas que aceitam a Jesus como sua única esperança de salvação fazem esse compromisso antes dos 18 anos de idade? Isto significa que o Diabo faz um esforço dobrado para enganar, distrair e destruir as crianças neste planeta antes que eles tenham a chance de responder ao evangelho”.

Assistir Kony 2012:

Traduzido e adaptado de Charisma News e Christina Post

Publicidade