Siga-nos!

Internacional

Líder anglicano diz que duvidou de Deus após ataques em Paris

O primaz da Igreja Anglicana morou na capital francesa por cinco anos e possui uma forte ligação com a cidade

em

Justin Welby

Justin Welby, arcebispo da Cantuária -primaz da Igreja de Inglaterra, afirmou em entrevista que os ataques terroristas em Paris, na França, o fizeram duvidar da presença de Deus.

Welby relembrou que na manhã seguinte ao ataque ele orou tentando entender o que tinha acontecido. “No sábado pela manhã, estava fora de casa e enquanto caminhava rezava e dizia: “Deus, por que isso está acontecendo? Onde Você está? Duvidei dele”.

O religioso afirmou também que as mortes abriram uma “brecha em sua armadura”. À BBC, Welby confessou que sua reação aos ataques foi “primeiro de choque e horror e depois de profunda tristeza”.

O espanto do arcebispo se dá por sua ligação com a cidade francesa. “Minha mulher e eu moramos em Paris por cinco anos”, afirmou.

“Vivemos momentos muito felizes ali. Ver esse lugar de celebração da vida sucumbir a tamanho sofrimento é de partir o coração completamente”.

Apesar de toda sua tristeza pela morte de pessoas e pelos feridos, o primaz da Igreja Anglicana não foi favorável aos ataques da França contra a Síria, na tentativa de matar os terroristas do Estado Islâmico.

“Se começarmos a matar aleatoriamente aqueles que não fizeram nada errado, não teremos soluções para este conflito”, opina o religioso mesmo sabendo que o Reino Unido faz parte dessa ofensiva contra o terror.

Publicidade