Siga-nos!

Política

Justiça autoriza Lula a ser ouvido pelo Conselho de Direitos Humanos

Conselho alega violação dos direitos humanos contra o detento.

em

Lula
Lula. (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, preso por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, será ouvido pelo Conselho Nacional dos Direitos Humanos, segundo determinação da juíza Carolina Lebbos, da 12ª Vara Federal de Curitiba.

O pedido para que o ex-presidente seja ouvido foi feito pelo próprio órgão, em julho, alegando que recebeu denúncias de violação dos direitos humanos contra o detento.

A juíza determinou que a reunião ocorra no próximo dia 17, às 10 horas, na sede da Polícia Federal de Curitiba, onde o petista está preso desde abril do ano passado.

“Em se tratando de estabelecimento prisional, necessária a prévia verificação acerca da viabilidade logística e de segurança no tocante à realização do ato na data e horário indicados. Nesse sentido, comunique-se à Superintendência da Polícia Federal no Paraná, solicitando manifestação a respeito da viabilidade de sua efetivação em 17.09.2019, às 10h”, diz o despacho.

Apesar de ser ligado a ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves, o conselho é independente, podendo atuar sem o controle da ministra.

Tanto a defesa do ex-presidente, como também o Ministério Público Federal, foram favoráveis à reunião do petista com o Conselho Nacional dos Direitos Humanos.

Publicidade