Siga-nos!

vida cristã

Jovens muçulmanos e cristãos relutam em compartilhar sua fé

Pesquisa mostra que jovens tem motivações diferentes no uso das redes sociais.

em

Jovens filmam apresentação de Natal
Jovens filmam apresentação de Natal (Foto: Ross Sneddon/Unsplash)

De acordo com um estudo da Universidade de Agder na Noruega, jovens noruegueses muçulmanos e cristãos consideram cuidadosamente o tipo de conteúdo religioso que compartilham nas mídias sociais, para evitar a exclusão social e conflitos e para não perder oportunidades de trabalho.

Ronald Mayora Synnes e Irene Trysnes, professores associados do Departamento de Sociologia e Serviço Social da universidade, entrevistaram 25 jovens (13 mulheres e 12 homens), com idades entre 16 e 35 anos, que atuam em duas congregações muçulmanas e duas minorias cristãs em Oslo.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Segundo Evangelical Focus, o objetivo da  pesquisa é examinar como jovens muçulmanos e cristãos com origens étnicas minoritárias em Oslo refletem sobre seu uso das mídias sociais como uma maneira de se apresentar e sua religiosidade.

Os entrevistados foram divididos em três grupos: aqueles que evitam compartilhar ou publicar qualquer coisa relacionada à religião nas redes sociais: aqueles que mantém uma distinção clara entre a forma como eles se apresentam nos vários grupos em que participam e aqueles que compartilham conteúdos religiosos.

A pesquisa aponta que aqueles que se abstém de expressar suas crenças religiosas e identidades nas redes sociais são na maioria homens com motivos diferentes como justificativa. A maioria tem medo de ser excluída da comunidade de amigos e receber estereótipos.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Além disso, o estudo mostra que entre outras razões para os entrevistados evitarem publicar conteúdos religiosos está o medo de limitar  suas oportunidades de carreira. Um líder jovem muçulmano, participante da pesquisa, descreveu isso como “uma forma de suicídio de carreira”.

“Para os cristãos, a motivação de compartilhar conteúdos religiosos era principalmente querer mostrar sua identidade religiosa para seus amigos, mas para os muçulmanos, era mais sobre confrontar e mudar uma imagem negativa do Islã na sociedade norueguesa”, diz a pesquisa.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Além disso, todos os entrevistados que compartilham conteúdo religioso são cautelosos com o que escolheram compartilhar. Alguns deles compartilham conteúdo inofensivo e positivo com um tom religioso, relacionado muitas vezes a celebrações religiosas, crenças religiosas populares e símbolos que permitiam diferentes interpretações. 

Você pode gostar
Será que o público entende quando você prega?
Adquira o curso que é focado em desenvolver e destravar a Oratória de futuros Líderes Cristãos.
SAIBA MAIS! »

Termine o ano memorizando a Bíblia!
Memorize os livros da Bíblia e suas passagens de um jeito super dinâmico. Fortaleça sua fé para comunicar a Palavra de Deus do jeito fácil!
SAIBA MAIS! »

Se capacite em administrar melhor suas finanças!
Veja como você pode ser mais próspero financeiramente à luz da Palavra de Deus.
SAIBA MAIS! »

Trending