Siga-nos!

Internacional

Israel mata líder da Jihad Islâmica em Gaza

Terroristas palestinos prometeram retaliação e lançaram foguetes

Neto Gregório

em

Baha Abu al Ata e outros terroristas. (Foto: IDF)

A IDF (Forças de Defesa de Israel) anunciou nesta terça-feira (12) a morte do líder do grupo terrorista palestino Jihad Islâmica. Baha Abu al Ata estava em sua casa na Faixa de Gaza quando foi morto.

O ataque foi uma operação conjunta da IDF e do serviço secreto israelense.

O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu lembrou que Abu al Ata foi “responsável por muitos atentados e lançamentos de foguetes contra Israel” e que havia planos para novos ataques, segundo o Jerusalém Post.

O grupo terrorista confirmou a morte do seu líder e prometeu retaliação: “A nossa reação fará Israel tremer”.

No sul de Israel foram ouvidas sirenes de alarme. O serviço ferroviário também foi interrompido na região. Centenas de foguetes foram lançados de Gaza contra Israel nas últimas horas. Alguns foram interceptados pelo Domo de Ferro.

Mais de 1 milhão de israelenses foram orientados a evitarem sair às ruas.

Jihad Islâmica é o segundo maior grupo terrorista da Faixa de Gaza, atrás apenas do Hamas, que também prometeu se vingar.

Publicidade