Siga-nos!

israel

Israel diz que terroristas estão por trás de ataques no Monte do Templo

Yair Lapid afirma que Israel tem política de tolerância zero para ataques em seu território.

em

Monte do Templo (Foto: Mahmoud Illean/AP)

O ministro das Relações Exteriores de Israel, Yair Lapid, disse que grupos terroristas estão por trás dos confrontos da violência palestina no Monte do Templo, e que seu objetivo é criar problemas em Israel e na região.

“Nas últimas três semanas, houve um esforço perigoso em curso em Jerusalém. Durante o Ramadã, organizações terroristas têm tentado a Mesquita de Al-Aqsa para criar um surto de violência em Jerusalém e, a partir daí, um conflito violento em todo o país”, disse Lapid.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Durante o Ramadã, Israel tentou garantir que os fiéis muçulmanos pudessem rezar na mesquita de al-Aksa no Monte do Templo, um local sagrado para judeus e muçulmanos. Isso resultou em confrontos entre a polícia israelense e os muçulmanos, Lapid afirma que Israel não é o culpado.

“Extremistas do Hamas e da Jihad Islâmica invadiram a Mesquita de Al-Aqsa de manhã, de novo e de novo. Trouxeram armas para a mesquita. Eles jogaram pedras e explosivos dentro dela e usaram-na como base para incitar tumultos violentos”, disse ele.

Segundo a CBN News, vídeos publicados nas redes sociais mostraram forças de segurança usando granadas e gás lacrimogêneo dentro da mesquita. Lapid aponta que a polícia israelense não está colocando os adoradores em perigo, mas sim tentando protegê-los.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

“A única razão pela qual a polícia entrou duas vezes na mesquita nas últimas semanas para removê-los é que se não tivéssemos removido esses manifestantes teria acontecido um desastre. Isso levaria a uma violência muito maior mais tarde”, acrescentou ele.

Segundo Lapid, Israel está comprometido com o status quo no Monte do Templo, e não haverá mudança, nem planos de dividir o Monte do Templo entre as religiões. A organização que coordena as visitas judaicas ao Monte do Templo, diz que o local será fechado aos judeus “até segunda ordem”.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Além disso, após diversos foguetes disparados do território controlado por Gaza, Lapid concluiu afirmando que Israel não aceitará foguetes de Gaza, com uma política de tolerância zero para ataques em seu território, Israel está focado em conter a situação. 

Você pode gostar
Será que o público entende quando você prega?
Adquira o curso que é focado em desenvolver e destravar a Oratória de futuros Líderes Cristãos.
SAIBA MAIS! »

Termine o ano memorizando a Bíblia!
Memorize os livros da Bíblia e suas passagens de um jeito super dinâmico. Fortaleça sua fé para comunicar a Palavra de Deus do jeito fácil!
SAIBA MAIS! »

Se capacite em administrar melhor suas finanças!
Veja como você pode ser mais próspero financeiramente à luz da Palavra de Deus.
SAIBA MAIS! »

Trending