Siga-nos!

israel

Israel anuncia que matou comandante da Jihad Islâmica

Abu Hussam Abu Harbeed, o líder da divisão Jihad Islâmica no norte, foi morto em um ataque aéreo.

em

Palestinos tiram um corpo de escombros em Gaza
Palestinos tiram um corpo de escombros em Gaza (Foto: Adel Hana/AP)

Um dos principais comandantes o grupo terrorista Jihad Islâmica na Faixa de Gaza foi morto em um ataque aéreo israelense, informou nesta segunda-feira (17) autoridades locais.

O comandante Abu Hussam Abu Harbeed, o líder da divisão Jihad Islâmica no norte, acabou sendo morto em uma ação militar de Israel contra os ataques promovidos por grupos armados contra o país.

Ao comunicar a morte do comandante, o exército de Israel afirma que ele organizou ataques contra civis israelenses, incluindo um promovido nesta segunda, em que um civil israelense foi ferido.

Harbeed foi um comandante da Jihad Islâmica por 15 anos, de acordo com os israelenses.

Atualmente, Israel combate dois grupos terroristas que controlam a Faixa de Gaza: a própria Jihad Islâmica e o Hamas, que comanda o regime ditatorial no território palestino.

O combate irá continuar

O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, se pronunciou na TV neste domingo dizendo que a violência entre os israelenses e palestinos não tem data para acabar.

Na manhã deste domingo (16), sétimo dia do confronto, Israel realizou ataques aéreos contra o Hamas, matando 42 palestinos, entre eles 16 mulheres e 10 crianças na Faixa de Gaza. O Hamas revidou com mais foguetes.

Três edifícios residenciais no centro da Cidade de Gaza foram destruídos no ataque, de acordo com a agência de notícias AP, 30 dos 42 mortos pertenciam à mesma família.

Ahmad Abu al-Aouf, de 51 anos, médico e chefe do Departamento de Medicina Interna do Hospital al -Shifa, principal de Gaza, junto com dois de seus cinco filhos, também morreram soterrados.

No entanto, os militares israelenses afirmaram que atingiram a casa de Yehya Al-Sinwar, no sul da cidade de Gaza, um dos dirigentes das alas política e militar do Hamas, liberto da prisão israelense em 2011.

A aviação israelense informou que estava bombardeando alvos terroristas em Gaza, e que as mortes dos civis que ocorreram neste domingo não foram de propósito, pois o alvo seria um trecho do sistema de túneis do Hamas que desabou causando a destruição de residências.

Em contrapartida, os moradores teriam afirmado que os mísseis atingiram diretamente os edifícios.

O combate irá continuar
O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, se pronunciou na TV neste domingo dizendo que a violência entre os israelenses e palestinos não tem data para acabar:

“Nossa campanha contra as organizações terroristas continua com força total. Estamos agindo agora, pelo tempo que for necessário, para restaurar a calma e o sossego a vocês, cidadãos de Israel. Isso levará tempo”, afirmou Netanyahu.

Você pode gostar
Será que o público entende quando você prega?
Adquira o curso que é focado em desenvolver e destravar a Oratória de futuros Líderes Cristãos.
SAIBA MAIS! »

Termine o ano memorizando a Bíblia!
Memorize os livros da Bíblia e suas passagens de um jeito super dinâmico. Fortaleça sua fé para comunicar a Palavra de Deus do jeito fácil!
SAIBA MAIS! »

Se capacite em administrar melhor suas finanças!
Veja como você pode ser mais próspero financeiramente à luz da Palavra de Deus.
SAIBA MAIS! »

Trending