Siga-nos!

Sociedade

Interventor da Igreja Maranata confirma uso indevido de dinheiro

O novo indicado aceitou o pedido da justiça de cuidar da parte administrativa da instituição por 90 dias.

Avatar

em

A justiça do estado do Espírito Santo indicou o coronel aposentado e pastor da Igreja Maranata, Julio Cezar Costa, como o novo interventor que ficará responsável pela área administrativa e financeira da instituição.

Mesmo sendo pastor há 19 anos, o coronel afirmou em entrevista ao G1 que estará ao lado da Justiça para poder auxiliar no processo de fiscalização sobre o uso indevido do dinheiro arrecadado dos fiéis.

Por 90 dias Costa vai prestar contas regularmente sobre todo o valor que entrar e sair do Presbitério localizado em Vila Velha (ES) para poder somar ao relatório completo que será entregue ao juiz.

Desde março de 2012 os administradores da Igreja Maranata, incluindo o ex-presidente Gedelti Gueiros, estão sendo investigados pelo Ministério Público estadual por suspeita de crimes de estelionato, lavagem de dinheiro, tráfico de influência, falsidade ideológica e desvio de dinheiro público.

A intervenção judicial na Maranata foi decretada em 22 de março, o primeiro indicado pela Justiça para ser interventor foi o perito Jerry Edwin Ricaldi, que por motivos de saúde não aceitou assumir o cargo.

Ao ser nomeado, Julio Cezar Costa afirmou que ficou surpreso, mas que receberia o cargo de bom grado. “Vou ter condições de mostrar à sociedade capixaba, mais uma vez, a idoneidade da minha pessoa e da Igreja Cristã Maranata”, disse.

Assista reportagem da Globo:
[globo code=”2494698″]

Publicidade