Siga-nos!

Internacional

Livro reúne os mais incríveis templos do século 21

Há templos de diversos países do mundo com arquiteturas e histórias incríveis

em

O jornalista britânico James Pallister reuniu no livro Sacred Spaces (“Espaços sagrados”, em tradução livre) alguns dos templos religiosos mais incríveis em todo o mundo.

O livro foi lançado na última semana e traz construções arquitetônicas dos mais diferentes tipos, desde obras do século 16 até os dias de hoje, sendo espaços sagrados para diferentes religiões.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

A BBC Brasil mostrou alguns desses templos que estão no livro publicado pela editora Phaidon, como a Igreja de Kuokkala, localizada na Finlândia que se parece muito com um celeiro quando vista de lado. A obra foi projetada pelo estúdio Office for Peripheral Architecture, uma empresa finlandesa que também assina o design da Igreja de Lascas de Kärsämäki, citada no livro de Pallister.
Igreja de Kuokkala, Finlândia

Em Banngladesh o destaque é a Mesquita Chandgaon, um projeto assinado pelo arquiteto bengalês Kashef Chowdhury que incluiu luz natural dentro do templo. Conforme o sol se desloca no céu, a luz natural da mesquita vai mudando.

Mesquita de Chandgaon, Bangladesh

Na Nova Zelândia o destaque é a Catedral de Papelão, um templo erguido para substituir a catedral Christchurch que foi destruída por um terremoto em 2011. Quem assina o projeto é o arquiteto japonês Shigeru Ban que fez questão de colocar vitrais coloridos triangulares para lembrar a rosácea do prédio original inaugurado em 1868.

Catedral de Papelão, Nova Zelândia

O Cemitério Islâmico em Voralberg, na Áustria, também foi citado no livro, quem assina a arquitetura é o austríaco Bernardo Bader que usou placas de madeira para formar as palavras “Alá” e “Maomé”.

Cemitério Islâmico, Áustria

Outro templo citado é a Sinagoga LJG erguida em Amsterdã uma obra realizada pelo escritório SeARCH que se destaca não apenas por sua beleza, mas também por sua importância: foi a segunda sinagoga a ser construída na Holanda depois do Holocausto.

Sinagoga LJG, Holanda

A Igreja da Água e da Luz está construída na ilha de Jeju, na Coreia do Sul, um projeto assinado pelo escritório japonês Itami Jun Architects que pensou em “algo que refletisse os céus espetaculares e mutantes do local”.

Igreja da Água e da Luz, Coreia do Sul

O Crematório Meiso No Mori, Japão, também foi citado no livro Sacred Spaces que destacou o minimalismo do projeto. O espaço simples tem uma arquitetura diferenciada, um projeto assinado por Toyo Ito.

Crematório Meiso No Mori, Japão

Outro templo que encontramos no livro do americano é a Capela do Pôr-do-Sol que fica no México. Quem assina o projeto é o escritório BNKR Arquitectura que se baseou nas rochas que ficam em volta do templo para criar um espaço com muitos ângulos.

Capela do Pôr-do-sol, México

Continua depois da publicidade