Siga-nos!

evangelismo

Imigrantes cristãos da América do Sul, Ásia e África impulsionam evangelismo na Europa

Relatório aponta forte crescimento das igrejas pentecostais.

em

Culto na Europa
Culto na Europa (Foto: Nycholas Benaia/Unsplash)

Jim Memory, membro da equipe de liderança internacional do ECM e professor em missão europeia no All Nations Christian College, é o autor do “Europa 2021- Um Relatório MIssiológico”.

“A Europa é talvez o maior desafio na missão mundial hoje. A maioria dos europeus parece ter sido inoculada contra o evangelho pela vacina do cristianismo cultural. No entanto, acredito que a fraqueza da Igreja também é a oportunidade de Deus. Mais do que nunca, os cristãos europeus estão colaborando, fazendo networking e plantando igrejas juntas, e nessa mistura, Deus trouxe a vitalidade dos cristãos do Mundo majoritário,” escreve Jim.

Ele fala sobre como migrantes latino americanos têm plantado milhares de igrejas na Espanha, em Portugal e em outros lugares nos últimos trinta anos.

“É difícil encontrar uma grande cidade europeia que não tenha uma grande língua espanhola e/ou congregação brasileira”, escreve.

E similarmente, ele comenta sobre o alcance de igrejas chinesas: “A Missão Cristã Chinesa no exterior lista mais de 120 congregações de língua chinesa no Reino Unido e outras 150 no resto da Europa, embora isso certamente seja apenas uma fração das igrejas reais que existem. Igrejas chinesas podem ser encontradas em todos os lugares.”

No entanto, o relatório diz que são as igrejas negras africanas que são as “mais numerosas”, com milhares de igrejas pentecostais, que são iniciadas na África, apenas na Grã-Bretanha.

Em sua seção sobre “O Contexto Espiritual”, o relatório descreve o contexto desafiador para a missão à luz da descristianização da Europa ao longo do último meio milênio.

“Em muitos aspectos, o cristianismo foi o que fez a Europa. Nenhum outro continente foi exposto ao cristianismo por um período tão prolongado e de forma tão extensa. No entanto, assim como a Europa foi o primeiro continente a ser cristianizado, foi também o primeiro a ser descristianizado. É claro que algumas partes da África e da Ásia viram o cristianismo se tornar dominante e depois perder esse domínio para o Islã muito antes de qualquer país europeu se tornar completamente evangelizado”, aponta.

“Europa 2021” conclui com uma palavra de encorajamento aos cristãos da região, para continuar semeando na .

“Cuidadosamente documentado a partir de fontes seculares e conhecimentos teológicos, este é o tipo de recurso que é cada vez mais necessário para o engajamento cristão inteligente em nosso mundo alarmantemente mudado”, disse Dr. Chris Wrigh, da Langham Partnership, de acordo com a Christian Today.

Você pode gostar
Será que o público entende quando você prega?
Adquira o curso que é focado em desenvolver e destravar a Oratória de futuros Líderes Cristãos.
SAIBA MAIS! »

Termine o ano memorizando a Bíblia!
Memorize os livros da Bíblia e suas passagens de um jeito super dinâmico. Fortaleça sua fé para comunicar a Palavra de Deus do jeito fácil!
SAIBA MAIS! »

Se capacite em administrar melhor suas finanças!
Veja como você pode ser mais próspero financeiramente à luz da Palavra de Deus.
SAIBA MAIS! »

Trending