Siga-nos!

mundo

Imagens de satélite mostram China preparando armas nucleares

País comunista já possui 350 ogivas nucleares, segundo Pentágono.

em

China
Foto de base chinesa (Foto: Reprodução/Twitter)

Pesquisadores da Federação de Cientistas Americanos descobriram 250 supostos silos de mísseis nucleares em construção em um deserto na província de Xinjiang, no oeste da China.

Em 4 de junho de 2021, novas imagens de satélite foram providenciadas pelo Planet Labs Inc. mostrando o que os analistas acreditam ser um campo de silos de mísseis balísticos intercontinentais perto de Yumen, China.

De acordo com William Evanina, do Fmr Dir. National Counterintelligence and Security Center, Xi Jinping tem um objetivo: ser o líder político, militar e econômico do mundo. O crescente estoque nuclear da China foi apenas uma das muitas ameaças destacadas por uma audiência do Comitê de Inteligência do Senado na quarta-feira.

A província de Xinjiang é a mesma região onde grupos de direitos humanos acreditam que Pequim está mantendo mais de um milhão de uigures muçulmanos em grandes campos de concentração como parte do genocídio do governo comunista contra o grupo minoritário étnico.

“O público descobriu o que temos dito o tempo todo sobre a crescente ameaça que o mundo enfrenta e o véu do sigilo que o cerca”, disse através do twitter o supervisor do arsenal nuclear americano.

De acordo com a CBN News, a China já tem 350 ogivas nucleares – um arsenal que o Pentágono, Departamento de Defesa dos Estados Unidos, acredita que dobrará na próxima década.

“A China está fervorosa em se tornar a força militar mais poderosa do mundo, bem como a maior e mais proeminente economia do mundo até meados dos anos 2040”, disse o presidente Joe Biden em um discurso à comunidade de inteligência dos EUA na semana passada.

Membros do comitê também ouviram testemunhos sobre como a China está se infiltrando em quase todas as facetas da vida americana – desde Hollywood e empresas privadas, até governos estaduais e locais, especialistas dizem que a influência de Pequim é profunda e ampla.

“O título desta audiência é ‘O Braço Longo da China’. O braço longo da China não é uma ameaça futurista, já está aqui”, disse o senador Marco Rubio (R-FL).

“É a ameaça mais complexa, perniciosa, agressiva e estratégica que nossa nação já enfrentou”, alertou Evanina.

Você pode gostar
Será que o público entende quando você prega?
Adquira o curso que é focado em desenvolver e destravar a Oratória de futuros Líderes Cristãos.
SAIBA MAIS! »

Termine o ano memorizando a Bíblia!
Memorize os livros da Bíblia e suas passagens de um jeito super dinâmico. Fortaleça sua fé para comunicar a Palavra de Deus do jeito fácil!
SAIBA MAIS! »

Se capacite em administrar melhor suas finanças!
Veja como você pode ser mais próspero financeiramente à luz da Palavra de Deus.
SAIBA MAIS! »

Trending