Siga-nos!

Internacional

Imã roqueiro causa polêmica na Turquia

O governo está investigando se a banda de rock pode atrapalhar as atividades religiosas do jovem

em

O imã Ahmet Tuzer está sendo sondado pelo Diretório dos Assuntos Religiosos da Turquia (Dyanet) por conta de sua banda de rock.

No país a religião islâmica é controlada pelo governo que quer saber se o hobby do religioso pode ou não prejudicar suas atividades à frente da mesquita de Pinarkoy, uma pequena aldeia que tem cerca de 80 moradores.

A banda de Tuzer se chama FiRock e a primeira apresentação atraiu milhares de pessoas e a imprensa local, despertando o interesse do governo. Um funcionário do Dyanet chegou a viajar para Pinarkoy para ver se os fiéis sabiam dizer se a banda atrapalha ou não o trabalho do imã.

“Até foram falar com os ateus nos bares de Kas”, contou Tuzer citando a cidade mais próxima de onde ele mora.

Para o músico o que ele faz na banda não tem ligação com sua atividade religiosa. “Não fazemos referência a satanás, nem ao inferno nas nossas músicas. Não somos uma banda de ‘death metal'”, diz.

O problema do governo na Turquia pode não ser um preconceito com o rock, mas sim com os outros imãs artistas que podem surgir. “Eles talvez digam que se me deixarem continuar terão de lidar com um imã de jazz, ou um imã do rapper. Têm medo de perder o controle”, disse Tuker analisando a situação.

A Dinyet pretender decidir se o imã roqueiro pode ou não continuar atuando na mesquita. O jovem teme ser suspenso e já fala em processar o departamento caso perca o cargo. Ele não pensa em desistir da banda.

  • Estudos Bíblicos 1 dia atrás

    Especialista em pregação bíblica ensina elaborar sermões impactantes em 30 dias