Siga-nos!

Política

Igrejas evangélicas assinam manifesto em favor de Fernando Haddad

Igrejas como AD de Santo Amaro, Paz e Vida e AD Nipo-Brasileira entram na defesa do estado laico

em

Um manifesto assinado por algumas denominações evangélicas confirmam apoio ao candidato à Prefeitura da cidade de São Paulo pelo PT, Fernando Haddad, defendendo o Estado laico e liberdade para todas as crenças.

O documento divulgado pelo jornal Folha de São Paulo é assinado pelos líderes da Igreja Paz e Vida, Convenção Batista, Convenção dos Ministros da Assembleia de Deus do Estado de São Paulo, Assembleia de Deus Nipo-brasileira, Convenção das Igrejas Pentecostais e Assembleia de Deus de Santo Amaro.

Ao afirmar o apoio político ao candidato do PT essas igrejas fazem uma crítica ao governo de José Serra (PSDB) e ao atual prefeito Gilberto Kassab (PSD) dizendo que eles perseguem as igrejas evangélicas e colocam medo, citando a Lei do Psiu.

Ao se pronunciarem em favor do ex-ministro da Educação, esses líderes evangélicos contrariam outros pastores que estão apoiando o candidato José Serra, acusando o PT de cometer perseguição religiosa e apoiar causas que vão de encontro com as convicções religiosas dos evangélicos, incluindo o casamento entre pessoas do mesmo sexo e descriminalização do aborto.

Veja os pontos apresentados no documento em favor de Fernando Haddad:

a) Liberdade para todas as crenças e confissões religiosas;

b) Defesa incondicional do Estado laico, não permitindo o uso das religiões ou do próprio aparelho com propósitos políticos;

c) Manutenção e ampliação de parcerias entre a prefeitura e as entidades mantidas por instituições religiosas com o objetivo de atender a demandas sociais;

d) Promoção de políticas públicas de inclusão social que asseguram a dignidade e o bem estar das famílias;

e) Fim das perseguições e do clima de medo pelos governos de Serra e Kassab, com a aplicação de multas e até mesmo fechamento de templos, através da aplicação arbitrária da legislação municipal, como a Lei do Psiu.

Publicidade