Siga-nos!

evangelismo

Igreja tailandesa registra batismo recorde apesar da pandemia

Mais de 75.000 aldeias no país não têm presença cristã.

Michael Caceres

em

Batismo Tailância
Batismo na Tailância (Reprodução/Facebook)

A Tailândia, país do leste asiático, foi o primeiro fora da China a relatar casos de coronavírus, o que causou temores de um surto longo e avassalador, mas as autoridades conseguiram contornar a situação e o país vem sendo elogiado por ter contido a pandemia.

No início de setembro, depois de um bloqueio em todo o país, a Tailândia alcançou 100 dias sem um caso da covid-19, o que tem possibilitado a retomada e o crescente movimento de plantação de igrejas evangélicas no centro do país, que agora celebra a marca história de um grande batismo nas águas.

Muitos acreditavam que o Evangelho teria uma retração no país, já que sem as conversas boca a boca, reuniões nas casas e pregações pessoais o evangelismo não seria possível. Mas a Associação da Igreja Livre em Jesus Cristo (FJCCA) mostrou o contrário.

A igreja realizou o maior batismo da história do país, com 1.435 pessoas que desceram às águas no último dia 6 de setembro. Para realizar o batismo foram necessários pelo menos 20 ministros, que fizeram um grande cordão dentro da água para que os novos crentes passassem pela cerimônia.

A FJCCA vem experimentando um crescimento histórico, chegando a batizar em 2019 520 pessoas. Neste ano o número de batizados triplicou, o que tem gerado grandes expectativas para os líderes da igreja tailandesa.

“É realmente um mistério para o mundo por que a Tailândia foi poupada durante a pandemia COVID”, disse Bob Craft, cujo ministério Reach a Village apoia a FJCCA. “Acreditamos que é a mão misericordiosa de Deus para permitir que o evangelho se espalhe neste momento crucial.”

Foram batizados cristãos convertidos em mais de 200 aldeias, em cinco províncias, sendo que o deslocamento foi organizado pelos líderes locais. A cerimônia foi marcada por oração e adoração, observando algumas medidas para evitar o contato direto.

Alguns usavam máscaras, e filas de novos crentes foram parabenizadas com uma saudação tradicional wai – um gesto sem toque (mãos em oração e reverência) que fazia parte da cultura tailandesa muito antes de o coronavírus tornar o contato físico um meio de transmissão.

Na página da igreja no Facebook, a divulgação do batismo histórico foi comemorada com “amém” e “obrigado Jesus”. De acordo com os líderes da FJCCA, muitos dos que foram batizados não tinham ouvido falar de Jesus até este ano. Mais de 75.000 aldeias no país não têm presença cristã.

Trending