Siga-nos!

Ciência & Saúde

Igreja russa acusa Apple de promover o pecado original

Ativistas ortodoxos russos pedem mudança no logotipo da empresa

Avatar

em

Publicidade

Agência de notícias Interfax relata que um movimento de ortodoxos radicais, incluindo sacerdotes, estão exigindo que a Apple troque seu conhecido logotipo da maça pela imagem de uma cruz, o símbolo de Jesus Cristo.

Segundo vários sites de notícias, esses ativistas acreditam que “a maçã mordida simboliza o pecado original de Adão e Eva narrado pela Bíblia, e traz uma mensagem anti-cristã, enquanto a cruz simboliza a vitória do Salvador sobre a morte, a redenção do pecado original de Adão e Eva”.

Leia mais...

Continua depois da Publicidade

Mesmo que possa parecer bobagem para cidadãos de outras partes do mundo, tal pedido pode causar sérios problemas para os produtos da Apple na Rússia. Em especial porque a Duma, o Parlamento russo, está debatendo leis para tornar crime as ofensas aos sentimentos religiosos de qualquer grupo.

O país ainda discute se a pena para as integrantes da banda punk Pussy Riot, condenadas à prisão, é correto ou não.

Embora não exista um pronunciamento oficial sobre o assunto por parte da Apple, a conceituada revista Christianity Today usou o assunto para estimular o debate corrente em várias partes do mundo sobre os limites da liberdade religiosa, desde que os protestos contra o filme “A Inocência dos Muçulmanos” resultaram em mortos e feridos por todo o mundo.

O conhecido símbolo Apple tem sido usado, com diferentes designs, há mais de 35 anos. A primeira silhueta de maçã mordida foi introduzida em 1976, e passou por uma série de mudanças até chegar à versão em 2003, que lembra a transparência do vidro, e é usada até hoje.

Continua depois da Publicidade

Conforme o site Christian Today, o presidente Vladimir Putin deve aprovar a lei, visto que foi apoiado pela Igreja Ortodoxa Russa, para a alegria dos cristãos conservadores.

Publicidade