Siga-nos!

Igreja

Igreja Presbiteriana abriga moradores de rua durante pandemia

Homens e mulheres poderão pernoitar no local, receberão café da manhã, almoço, jantar e cuidados com a higiene.

Michael Caceres

em

Moradores de rua abrigados em templo presbiteriano (Divulgação)

A Igreja Presbiteriana de Americana, São Paulo, decidiu ceder parte do seu espaço físico para abrigar moradores de rua durante a pandemia do novo coronavírus, Covid-19, através da Associação Vinde à Luz, em parceria com a Secretaria de Ação Social e Desenvolvimento Humano.

Segundo o pastor Jabis Ipólito de Campos Júnior, como a igreja possui salão social, salas para atividades da escola bíblica, banheiro com chuveiros e cozinha, este espaço está sendo disponibilizado para atender em torno de 100 homens e mulheres.

Nilza Tavoloni, coordenadora de equipe da Associação Vinde à Luz, explicou como vai funcionar os trabalhos de acolhimento, sendo que a associação também será responsável pelo cuidado com os abrigados, que poderão pernoitar, receberão café da manhã, almoço, jantar e utilização do espaço para higiene pessoal.

“Cuidar, acolher e manter acolhidos 80 a 100 pessoas nessa condição, sem ocupação, sem poder sair, é muito difícil. O propósito não é um ajuntamento de pessoas, é um acolhimento, onde se sintam bem, respeitados, acolhidos, possam passar com qualidade de vida esse período e depois darem novos destinos às suas vidas”, explicou a coordenadora ao O Liberal.

A parceria aconteceu a partir da ação da Secretaria de Ação Social e Desenvolvimento Humano da cidade, que buscava um abrigo provisório para até 100 moradores de rua, a fim de evitar a transmissão pelo Covid-19 entre aqueles que estavam desamparados.

Para a manutenção do trabalho e provisão para os acolhidos, a igreja receberá doações por parte da população, como alimentos, materiais de limpeza, materiais de higiene pessoal, álcool em gel, camas de solteiro, colchões, lençóis de solteiro, toalhas e roupas masculinas.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Trending