Siga-nos!

igreja

Igreja britânica exibe quadro com Jesus negro em apoio ao “Black Lives Matter”

Quadro é uma releitura de famosa obra de Leonardo Da Vinci.

Michael Caceres

em

Última Ceia com Jesus negro (Reprodução / Twitter)

Com o objetivo de apoiar o movimento Black Lives Matter (Vidas Negras Importam), a Catedral de St. Albans, na Inglaterra, decidiu exibir uma pintura com a releitura do quadro “A Última Ceia”, de Leonardo da Vinci, com um Jesus representado por um homem negro.

O quadro original retrata o ato de Cristo com seus apóstolos em que ceou antes de ser crucificado. A releitura do quadro com Jesus Cristo sendo retratado como negro é de autoria de Lorna May Wadsworth e ficará em exposição na igreja de 4 de julho até 31 de outubro.

Apesar de o quadro em si não gerar nenhum constrangimento para os cristãos, ativistas ligados ao movimento têm tentado acusar o cristianismo de racista, inclusive pedindo que estátuas de Jesus sejam derrubadas e igrejas sejam destruídas.

Segundo Wadsworth, sua ideia é levar as pessoas a questionarem o que chama de “mito do Ocidente” de que Cristo seria loiro de olhos azuis. A imagem de Jesus de olhos azuis não é aceita como retrato fidedigno pelos cristãos e líderes religiosos.

“Especialistas concordam que ele [Jesus] provavelmente tinha características como a das pessoas que nascem no Oriente Médio. Ainda assim, por séculos, artistas europeus tradicionalmente pintavam Cristo como a sua própria imagem”, declarou Wadsworth.

Surpreendentemente, o movimento tem se alinhado com uma visão política contrária ao que ensina a Bíblia, promovendo divisão social e vandalismo.

Trending