Siga-nos!

Internacional

Hospital católico recusa ligadura de trompas em paciente

A instituição garante que não irá descumprir com as regras da igreja e não autorizou o procedimento

em

Um hospital católico de Michigan, Estados Unidos, está envolvido em uma grande polêmica que reacende o debate sobre a liberdade religiosa no país.

Alegando motivos religiosos, o hospital negou a autorização de uma ligadura de trompas para uma mulher de 33 anos.

A paciente, Jessica Mann, está grávida de seu terceiro filho e enfrenta o tratamento de um tumor no cérebro. Sua médica recomendou que durante o parto ela seja submetida a uma laqueadura, mas o hospital Genesys Regional Medical Center, em Grand Blanc, não aceita fazer o procedimento.

A União Americana pelas Liberdades Civis (ACLU, na sigla em inglês) entrou no caso para garantir que a mulher seja atendida, mas o hospital não deseja mudar de opinião.

A decisão da ACLU foi apresentar uma queixa ao departamento responsável pela licença e regulação de instituições médicas do Estado. A ideia é que o hospital seja investigado e obrigado a atender a mulher ou então ter sua licença revogada.

“Estamos levando a luta à agência estadual responsável pelo hospital porque é obrigação deles garantir que mulheres como Jessica obtenham os cuidados de que precisam”, diz a advogada da ACLU em Michigan, Brooke Tucker.

O hospital afirmou que não irá comentar o caso e que vai manter sua decisão com base nas diretivas da Igreja Católica. Com informações Terra

Publicidade