Siga-nos!

igreja

Grupo humanitário condena incêndio de igreja batista no Mianmar

Vice diretor da Organização de Direitos Humanos aponta violação da liberdade religiosa em Mianmar.

em

Exército de Mianmar
Exército de Mianmar (Foto: Khin Maung Win/AP)

Um grupo de direitos humanos definiu a queima de uma aldeia inteira, incluindo a igreja local, pelos militares de Mianmar no estado predominantemente cristão de Chim, em Mianmar, como um crime de guerra sob lei internacional.

Os militares, que organizaram um golpe em 1º de fevereiro, atacaram a aldeia Rialti perto da capital do estado, Hakha, na última quarta-feira, onde inicialmente queimaram algumas casas à tarde, antes de continuarem a incendiar edifícios, incluindo o da Igreja Batista da aldeia na quinta-feira de manhã.

“Esta manhã, foi a igreja e nosso armazém, esses dois foram incendiados esta manhã juntamente com as três casas restantes. Todos se foram em pouco tempo. Toda a vila, incluindo a igreja, foi incendiada. Oito casas foram incendiadas ontem. Ao todo, 13 prédios, incluindo a igreja, foram destruídos”, disse um líder local cristão.

De acordo com The Christian Post, a milícia anti-junta da Força de Defesa Chim, um grupo armado formado para combater os militares de Mianmar no estado ocidental, havia atacado um comboio militar de cerca de 40 veículos e dois tanques em direção ao município de Falam para Hakha.

Os militares foram acusados de vandalizar locais de culto e casas de civis, estuprar meninas e mulheres, sequestrar civis para serem usados para trabalho forçado e atirar em civis para matá-los.

“Vemos isso como um crime de guerra, porque onde quer que eles vão, eles se concentram em qualquer lugar que haja um grande número de pessoas, é uma violação deliberada da liberdade religiosa”, disse Salai Za Op Lin, vice-diretor executivo da Organização de Direitos Humanos Chim, com sede na Índia.

As minorias étnicas de Mianmar, incluindo os cristãos, vivem em várias zonas de conflito através das fronteiras do país com a Tailândia, China e Índia. Milhares de civis, muitos deles cristãos, foram deslocados devido ao aumento de conflitos nas zonas desde o golpe.

As milícias nessas áreas têm apoiado moralmente os manifestantes pró-democracia desde o golpe, que levou ao uso de armas pesadas pelo exército birmanês. Milhares de civis nas zonas de conflito procuraram abrigo em igrejas quando suas aldeias estão sob ataque.

Você pode gostar
Será que o público entende quando você prega?
Adquira o curso que é focado em desenvolver e destravar a Oratória de futuros Líderes Cristãos.
SAIBA MAIS! »

Termine o ano memorizando a Bíblia!
Memorize os livros da Bíblia e suas passagens de um jeito super dinâmico. Fortaleça sua fé para comunicar a Palavra de Deus do jeito fácil!
SAIBA MAIS! »

Se capacite em administrar melhor suas finanças!
Veja como você pode ser mais próspero financeiramente à luz da Palavra de Deus.
SAIBA MAIS! »

Trending