Siga-nos!

Mundo Cristão

Grupo ateu denuncia escola que permitiu batismo no campo de futebol

Dois jovens foram batizados no campo de futebol diante do time e os treinadores compartilharam a experiência nas redes sociais

em

Jogadores sendo batizados. (Foto: Reprodução / Twitter)

O grupo ateu Freedom From Religion Foundation (FFRF) processou a escola Springfield High School, no Tennessee (EUA), por conta de uma foto que mostrava uma cerimônia de batismo realizada no campo de futebol.

A FFRF resolveu escrever uma carta ao distrito escolar dizendo que os treinadores do ensino médio devem parar de promover e endossar a religião para os alunos e acusaram a escola de violar a Constituição dos Estados Unidos.

O fato criticado pelo grupo ateu foi divulgado pelo treinador do time de futebol Chad Diehl que também é pastor da Igreja Batista de Bethlehem, em Greenbrier.

Ele batizou dois jogadores em frente a equipe e o treinador Jake Buttram compartilhou no Twitter dizendo: “Ótimo dia para dois jovens serem batizados na frente de nossa equipe e de nosso campo. Melhor do que ganhar qualquer jogo ou troféu. #SptBrand”.

O diretor de escolas do condado de Robertson, Chris Causey, confirmou que os batismos ocorreram após o treino de futebol na escola em 7 de agosto.

A queixa do grupo ateu chegou na direção da escola e o distrito escolar analisou o caso, mas entendeu que nenhuma lei, regra ou política foi violada.

“As atividades foram iniciadas pelo aluno, conduzidas pelo aluno e ocorreram após o término da sessão de treinos e após o horário escolar. Toda a participação foi voluntária, sem necessidade de participação, declarada ou implícita”, diz o comunicado do distrito.

Causey declarou ainda que ninguém da comunidade se queixou do batismo dentro daquela escola e reclamou da entidade ateísta não ser do Tennessee e ter se envolvido no caso.

Publicidade