Siga-nos!

ciência & tecnologia

Globalista fala em microchips para ler pensamentos e obter controle social

Klaus Schwab aponta “The Great Reset” como a “Quarta Revolução Industrial”.

Avatar

em

Klaus Schwab
Klaus Schwab (Foto: Reprodução/YouTube)

Klaus Schwab, um famoso globalista, disse abertamente que o transumanismo faz parte do “The Great Reset” (A Grande Reinicialização) e que “levaria a uma fusão de nossa identidade física, digital e biológica”. Ele chega a afirmar em um livro que microchips serão implantados para controle social e eles poderão ler os pensamentos.

O aspecto fundamental para a “Grande Reinicialização”, em português, é a fusão do homem com a máquina, segundo Schwab. O “The Great Reset”, também está sendo chamado de “a quarta revolução industrial.

O primeiro-ministro do Canadá, Justin Trudeau, atraiu a atenção de milhares, ao dizer que a pandemia foi uma “oportunidade para uma reinicialização”, durante uma videoconferência com as Nações Unidas. Segundo ele reconstruir é a melhor maneira de obter apoio para os mais vulneráveis.

A agenda se baseia em desmontar o capitalismo atual, passando o poder para um governo tecnocrata, de centro, que levará os padrões de vida a serem mais baixos, menos consumo de combustível, menos liberdades civis e a automação acelerada de empregos.

A obra inusitada de Klaus Schwab. Será mesmo?

Em seu livro “Moldando o Futuro da Quarta Revolução Industrial”, que particularmente fez sucesso na China, Coreia do Sul e Japão, ele explica que a tecnologia que está por vir permitirá que as autoridades lerem e influenciarem os nossos pensamentos.

Ele prevê que leis poderão ser implantadas através de programas pré-crime:

“À medida que as capacidades nesta área melhoram, a tentação de agências de aplicação da lei e tribunais usarem técnicas para determinar a probabilidade de atividade criminosa, avaliar a culpa ou mesmo possivelmente recuperar memórias diretamente do cérebro das pessoas aumentará”.

“Mesmo cruzar uma fronteira nacional pode um dia envolver uma varredura cerebral detalhada para avaliar o risco de segurança de um indivíduo”, escreveu Schwab.

Ele também faz um adendo a chegada de “dispositivos implantados (que) provavelmente também ajudarão a comunicar pensamentos normalmente expressos verbalmente por meio de um smartphone embutido, e pensamentos ou humores potencialmente não expressos pela leitura de ondas cerebrais e outros sinais”.

De acordo com o Summit News, o sonho da criação de ciborgues humanos também é defendido por Schwab, que diz que “as tecnologias da Quarta Revolução Industrial não pararão de se tornar parte do mundo físico ao nosso redor – elas se tornarão parte de nós”.

Você pode gostar
Será que o público entende quando você prega?
Adquira o curso que é focado em desenvolver e destravar a Oratória de futuros Líderes Cristãos.
SAIBA MAIS! »

Termine o ano memorizando a Bíblia!
Memorize os livros da Bíblia e suas passagens de um jeito super dinâmico. Fortaleça sua fé para comunicar a Palavra de Deus do jeito fácil!
SAIBA MAIS! »

Se capacite em administrar melhor suas finanças!
Veja como você pode ser mais próspero financeiramente à luz da Palavra de Deus.
SAIBA MAIS! »

Trending