Siga-nos!

Sociedade

Funkeiros vestidos de diabo cantam em Carnaval para crianças

Músicas eram recheadas de linguajar obsceno

em

Vestidos de diabo no Carnaval para crianças
Vestidos de diabo no Carnaval para crianças. (Foto: Reprodução / Youtube)

Nesta terça-feira (5/3), durante o “Carnaval Social”, promovido pela Secretaria de Cultura do Distrito Federal, uma apresentação para crianças do Riacho Fundo causou uma grande polêmica.

Na festa de rua onde o público era composto por crianças, uma dupla de cantores de funk vestida de “diabos” entoaram músicas com linguajar obsceno.

“Minha bexiga vai explodir, quem vai beber o meu xixi?”, dizia o refrão de uma das música em ritmo de funk. Outras usavam termos como “diabo”, “estupro” e “Corote”, uma bebida à base de vodca. Em determinado momento, distribuíram camisinhas ao público.

Um dos artistas usava uma roupa que incluía uma boneca saindo pela cintura, nádegas falsas e uma saia cintilante. O vídeo da apresentação se popularizou no Distrito Federal e o caso acabou repercutindo na Câmara Legislativa.

Na sessão de hoje (6), o deputado Rodrigo Delmasso (PRB) avisou que vai procurar o Ministério Público do Distrito Federal e apresentará uma denúncia contra “a festa do diabo”.

O parlamentar assegurou que as letras das músicas de funk incomodaram pais e moradores do local. Delmasso, que é integrante da bancada evangélica distrital, aponta que a atitude dos artistas viola o Estatuto da Criança e do Adolescente.

Publicidade