Siga-nos!

mundo

Fotógrafa cristã processa Nova York por lei de privilégios LGBT

Vários cristãos brigam na justiça pelo direito de recusar trabalhos que são contra suas crenças religiosas.

Avatar

em

Emilee Carpenter
Emilee Carpenter (Foto: Reprodução/Arquivos Pessoais)

A fotógrafa cristã, Emilee Carpenter, entrou com uma ação contra Nova York por causa de uma lei estadual que a obriga não recusar trabalhos de casamentos homossexuais, mesmo se opondo as suas crenças religiosas.

O documento que foi aberto na terça-feira(6) no Tribunal Distrital dos Estados Unidos, mostra vários funcionários estaduais sendo processados de Emilee Carpenter Photography para o Distrito Oeste de Nova York.

A procuradora-geral de Nova York, Letitia James, o comissário interino da Divisão de Direitos Humanos no Estado de NY, Jonathan J. Smith e o promotor distrital do condado de Chemung, Weeden Wetmore, são um dos réus nomeados na acusação.

De acordo com o litígio, a lei estadual exige que empresas como de Emilee ofereça os seus serviços sem prática discriminatória em relação à orientação sexual, porém o processo declara que isso a impede de ser honesta com seus clientes sobre o trabalho que ela pode ou não fazer por causa de sua religião.

Discriminação legal das crenças religiosas

A ação também descreve que a lei a proíbe de fazer qualquer pergunta a seus clientes, e que além disso Emilee também recusaria a fotografar qualquer tema que incluísse Halloween ou entidades pró-aborto como a Paternidade Planejada.

Sobre essa questão, o conselheiro jurídico da Alliance Defending Freedom(ADF), Bryan Neihart, disse em um comunicado na quarta-feira que o governo não poderia “tratar algumas pessoas pior do que outras com base em suas opiniões religiosas”. e acrescentou:

“Profissionais criativos como Emilee deveriam ter a liberdade de criar arte consistente com suas crenças, sem medo de que o governo feche seus negócios ou os jogue na prisão. …Ela simplesmente não pode promover mensagens que contradigam suas crenças religiosas sobre qualquer assunto, incluindo casamento”.

De acordo com o The Christian Post, nos últimos anos vários empreendedores cristãos travaram uma bartalha contra o estado por causa das leis de discriminação, que os obrigam a atender eventos das quais são contra suas crenças religiosas.

Você pode gostar
Será que o público entende quando você prega?
Adquira o curso que é focado em desenvolver e destravar a Oratória de futuros Líderes Cristãos.
SAIBA MAIS! »

Termine o ano memorizando a Bíblia!
Memorize os livros da Bíblia e suas passagens de um jeito super dinâmico. Fortaleça sua fé para comunicar a Palavra de Deus do jeito fácil!
SAIBA MAIS! »

Se capacite em administrar melhor suas finanças!
Veja como você pode ser mais próspero financeiramente à luz da Palavra de Deus.
SAIBA MAIS! »

Trending