Siga-nos!

Sociedade

“Folha se tornou um jornaleco vendido à esquerda”, afirma Marco Feliciano

Deputado evangélico criticou artigo que compara cristãos com terroristas do Estado Islâmico

em

Marco Feliciano
Marco Feliciano. (Foto: Wilson Dias/Agência Brasil )

O deputado federal pastor Marco Feliciano (Podemos-SP) criticou a cobertura do jornal Folha de São Paulo em relação um artigo que critica cristãos.

No texto de Hélio Schwartsman com o título “Trevas Cristãs”, o lema “Deus acima de tudo” – que fez parte da campanha de Jair Bolsonaro, é comparado com uma série de fatos históricos.

A tentativa do autor, declaradamente ateu, é comparar os cristãos dos primeiros séculos com os terroristas do Estado Islâmico e membros do Talibã.

“A intolerância que militantes religiosos radicais mostram para com outros credos, os assassinatos praticados com requintes de crueldade e a insana ‘certeza’ de estar obedecendo a comandos de um ente supremo infalível revelam quão perigoso é pôr Deus acima de tudo”, escreveu.

Feliciano chamou os cristãos leitores da Folha de São Paulo a reagirem e declarou que o articulista “perdeu uma oportunidade de ficar calado”.

“A Folha abandonou a tradição de seus fundadores e, pelo vil metal, tornaram-se jornalécos vendidos à esquerda militante que se travestem de democratas”, completou.

Assista!

fortalecer

Não podemos nos calar!Compartilhe esse Vídeo!

Posted by Marco Feliciano on Wednesday, February 6, 2019

Publicidade