Siga-nos!

Política

Flávio Bolsonaro diz que não quer foro privilegiado e acusa MP de atuar com ilegalidade

“Não tenho nada a esconder de ninguém, mas exijo, como qualquer cidadão deste país, que a lei valha pra mim também”, afirmou.

Publicado

em

Flávio Bolsonaro
Flávio Bolsonaro. (Foto: Reprodução / Record TV)
Publicidade

O senador eleito Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), explicou em entrevista ao Jornal da Record desta sexta-feira (18) que resolveu recorrer ao Supremo Tribunal Federal (STF) por ter recebido a informação de que ele estava sendo investigado pelo Ministério Público do Rio de Janeiro por conta das acusações feitas conta o seu ex-motorista, Fabrício Queiroz.

“Não estou me escondendo atrás de foro [privilegiado] nenhum”, declarou. O filho do presidente Jair Bolsonaro deixou claro que recorreu ao STF porque faz parte dos trâmites legais e denunciou ainda que foi investigado de forma ilegal, tendo seu sigilo bancário quebrado.

“Não tenho nada a esconder de ninguém, mas exijo, como qualquer cidadão deste país, que a lei valha pra mim também. Não é porque eu sou filho do presidente que posso aceitar uma coisa ilegal”, completou.

Flávio disse que deseja a transparência no caso do seu ex-assessor. “Eu sou o maior interessado em saber [da versão do Queiroz sobre a movimentação atípica de suas contas]”. Ele afirmou ainda que não pode ser culpado pelo que os seus funcionários fazem fora do gabinete.

Assista!