Siga-nos!

Internacional

Filipinas inclui Conselho Nacional de Igrejas na lista de grupos terroristas

Igreja Episcopal disse que a ação do governo foi “irresponsável e maliciosa”.

em

Atentado nas Filipinas. (Foto: LUSA/PEEWEE BACUNO)

O Conselho Nacional de Igrejas nas Filipinas (NCCP – sigla em inglês), juntamente com outras 17 organizações da sociedade civil, foram vinculados a grupos terroristas comunistas pelo governo das Filipinas.

Os bispos da Igreja Episcopal daquele país criticaram o governo local por essa associação através do bispo Rex Reyes, responsável pela Diocese e ex-secretário do Conselho que emitiu uma declaração chamando a ação de “irresponsável e maliciosa”.

Na declaração da Igreja Episcopal, o bispo Reyes disse que o NCCP nunca se envolveu em atos encobertos e se opôs à lei marcial e à violação dos direitos humanos.

Ele disse: “Os esforços pioneiros do NCCP por paz e justiça neste país também são um livro aberto. Tenho orgulho de dizer que, entre os conselhos das igrejas em todo o mundo, o NCCP ainda é considerado uma formação ecumênica vibrante, duradoura, líder e reconhecida”.

Ele destacou a corrupção em lugares altos e disse: “Não há nada errado quando os cristãos apontam que há tanta corrupção… O que está errado, se não totalmente subversivo, é quando uma mentalidade que mata, persegue e xinga suprime aqueles que defendem dissidência e ativismo de princípios”.

Segundo o site Anglican News, a ação do governo foi amplamente condenada por líderes cristãos em todo o mundo, com os chefes da Conferência Cristã da Ásia e o Conselho Mundial de Igrejas se pronunciando contra a lista.

Publicidade