Siga-nos!

Mundo Cristão

Feiticeiro que matou mãe, esposa e filho para ter “poder” se rende a Cristo

Conversão o fez ser expulso da aldeia onde era o feiticeiro chefe.

em

Jacob e outros irmãos. (Foto: The Timothy Initiative)

Um senhor africano se tornou feiticeiro após a morte de seu avô, seguindo então a tradição de seu povo e mantendo-a viva.

Identificado com Jacob, o homem se tornou muito poderoso e passou a ser procurado por pessoas de outros países que chegavam até a sua tribo interessados no seu poder.

Muitas pessoas o procuravam para pedir por cura, morte, para acalmar mentes e até mesmo para enlouquecer outras pessoas.

Mas para se manter poderoso, ele precisava sacrificar pessoas e em nome dessa magia, ele sacrificou seu primo, sua mãe, sua esposa e um filho.

Realizar esses sacrifícios o deixou aflito e ele se tornou alcoólatra, procurando no álcool uma forma de amenizar a dor, a culpa e o sofrimento pelo que ele fez.

A vida de Jacob começou a mudar quando um dia, dentro do bar, ele ouviu algumas pessoas comentando sobre um filme que estava sendo exibido na vila naquela noite. Curioso, ele decidiu participar.

O filme em questão era sobre a história de Jesus, um projeto realizado por missionários ligados à The Timothy Initiative, que prepara e envia plantadores de igrejas para várias partes do mundo, inclusive para a África.

A mensagem do filme tocou a vida de Jacob que entendeu sua necessidade de ter Jesus como Salvador. Foi por isso que ele procurou o missionário Alex, confessou as atrocidades que havia feito e entregou sua vida para Jesus.

Cansado da vida que levava e da culpa que o consumia, Jacob resolveu apagar os laços com o passado e queimou todos os seus amuletos diante da vila, o que deixou a todos furiosos, forçando-o a abandonar a aldeia.

Alex levou Jacob para sua casa e começou a discípula-lo. Ele o encorajou a crescer em sua fé e a se tornar um discípulo, passando a compartilhar o Evangelho com pessoas que o procuraram anteriormente em busca de magia e muitos deles aceitaram a Jesus.

Publicidade