Siga-nos!

Vida cristã

Evangélicos estão mais otimistas e apoiam condução de Bolsonaro durante crise

41% do segmento acredita que Covid-19 vai prejudicar economia por pouco tempo

Neto Gregório

em

Evangélicos de joelhos dobrados no Palácio do Alvorada. (Reprodução / Twitter)

Uma pesquisa do instituto Datafolha mostra que os evangélicos brasileiros estão mais otimistas quanto a crise econômica causada pela quarentena do coronavírus e estão mais satisfeitos com a condução do presidente Jair Bolsonaro em meio à pandemia.

O instituto ouviu 1.511 pessoas por telefone entre 1º e 3 de abril, com margem de erro de três pontos percentuais, para mais ou para menos. Os evangélicos formam pelo menos 31% da população, os católicos são 51%.

44% dos evangélicos afirma que a população deve sair para trabalhar, em vez de permanecer em isolamento, enquanto entre a população em geral, 37%.

Há também mais otimismo em relação a crise econômica causada pela peste, com pelo menos 41% dos evangélicos acreditando que o Covid-19 vai prejudicar a economia por pouco tempo. Entre a população em geral, o número é de 36%.

Por fim, de acordo com o instituto, o índice de ótimo ou bom atribuído à condução da crise pelo presidente passa de 33%, na população em geral, para 41% considerando apenas os evangélicos. Já sobre a hipótese de renúncia, apenas 30% dos evangélicos pensa na suposição do instituto.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Trending