Siga-nos!

Internacional

Maioria dos evangélicos acredita que Deus escolheu Trump para ser presidente

Pesquisas mostram que eleitores americanos fazem uma associação direta entre vontade divina e eleições

Avatar

em

Donald Trump recebe oração de pastores. (Foto: Reuters/Jonathan Ernst)

Quando a secretária de imprensa da Casa Branca, Sarah Sanders, afirmou em entrevista à CBN acreditar que Deus queria Donald Trump na presidência, acabou sendo criticada.

“Acho que Deus chama todos nós para ocupar cargos diferentes em momentos diferentes”, disse Sanders. “Ele [Deus] queria que Donald Trump se tornasse presidente, e é por isso que ele agora está lá. O presidente fez um tremendo trabalho ao apoiar muitas pautas que interessam às pessoas de fé.”

Como os índices de aprovação do presidente americano vêm caindo nas últimas semanas, a rede de TV Fox News encomendou uma pesquisa para identificar se eles concordavam com a afirmação da secretária de imprensa.

Apenas um quarto (25%) concordou. Os pesquisadores detectaram, contudo, que entre o segmento evangélico, esse número aumentava consideravelmente. Mais da metade dos evangélicos (55%) responderam afirmativamente, enquanto dentre os eleitores de Trump o índice chegou a 46%.

Apenas 3 em cada 10 evangélicos disseram categoricamente que não acreditavam que Trump tivesse o apoio explícito de Deus na eleição.

Não é surpresa que os grupos que dão o apoio mais firme ao presidente tenham maior probabilidade de acreditar que ele tem a “aprovação” de um poder superior.

Publicidade