Siga-nos!

Opinião

Ética: Um princípio cristão esquecido

A ética cristã se baseia na visão de que devemos ser exemplo para este mundo.

Abner Ferreira

em

A análise do comportamento humano, incluindo padrões de “certo” ou “errado” encontra-se em um ramo filosófico importantíssimo para o cristão, que é a “Ética”. Ela investiga normas, valores, prescrições e exortações, bem como a moralidade.

De origem grega, a palavra “ética” deriva de “ethos” e significa caráter, costume, hábito, o que na ética cristã aponta para princípios correlacionados com Deus e a humanidade (o próximo), tendo como modelo o próprio Jesus Cristo.

Entre as ideias defendidas pela ética cristã, encontramos o novo nascimento. Jesus Cristo disse: “Na verdade, na verdade te digo que aquele que não nascer de novo, não pode ver o reino de Deus” (João 3.3).

Esse princípio estabelece que o homem precisa viver uma nova vida em Cristo, através do novo nascimento espiritual. Ou seja, deve mudar completamente, abandonar as velhas práticas e passar a viver como parte da família de Deus.

Somente através da obediência a Deus, por meio de uma vida voltada para as coisas celestiais, é que o homem poderá viver de maneira correta, tendo um bom comportamento em relação ao seu próximo.

A ética cristã então se baseia na visão de que devemos ser exemplo para este mundo perdido, nos comportando para o bem do próximo, com valores morais bem estabelecidos e uma posição firme em relação aos nossos princípios.

E, por isso, a partir do novo nascimento, o cristão passa a viver como “sal da terra” (Mateus 5.13), o que implica tempero e sabor. Portanto, o cristão deve comunicar sua fé e visão às pessoas, tornando-se influenciadores do mundo ao seu redor.

Ao estabelecermos nossa visão ética tendo como base o Cristianismo, precisamos entender que não podemos nos assemelhar com o mundo, pois temos valores antagônicos aos deste século.

Em Contracultura Cristã, John Stott diz que o caráter do cristão é o que faz do discípulo verdadeiro, “visível em atos e palavras”, pois ao “conservar a sua semelhança com Cristo”, o cristão pode ter eficácia em sua missão.

Outro exemplo importante usado por Jesus Cristo, ao apontar sobre a ética do cristão, fala a respeito de ser “luz do mundo”. Em Mateus 5.14, o Senhor diz: “Vós sois a luz do mundo”.

Ao pensarmos no conceito de “bem” e “mal”, imaginando o uso de “luz” e “escuridão”, entendemos que o Cristão deve ter atitudes corretas, agindo honestamente, com bondade para com o próximo e temor para com Deus.

O cristão precisa ter em sua mente o conceito de que seu comportamento ético poderá apresentar ao mundo a imagem de Deus.  As atitudes dos cristãos podem mostrar o Senhor para as outras pessoas.

Foi D. L. Moody quem disse: “De cem homens, um lerá a Bíblia; noventa e nove lerão o cristão”. Essa é uma verdade indiscutível. Por isso Jesus orienta: “Assim brilhe a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso Pai que está nos céus” (Mateus 5.16).

Cristão, advogado, esposo, escritor, discípulo e Presidente da Assembleia de Deus em Madureira.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Trending