Siga-nos!

igreja perseguida

Estudante enfrenta ataques por ler a Bíblia em escola da Flórida

O processo detalha vários incidentes que demonstram o tamanho da hostilidade contra Ortiz.

em

Escola
Escola (Foto: Reprodução/Unsplash)

Um estudante cristão de 14 anos, da Flórida, Estados Unidos, foi instruído a parar de levar sua Bíblia para escola, depois de ter sido atacado repetidamente e intimidado por alunos e professores por causa da fé.

O estudante agora entrou com uma ação na Justiça “buscando danos significativos porque a escola destruiu sua experiência educacional”.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

De acordo com o Dhillon Law Group, um processo de 206 páginas foi movido contra Mater Academy, uma escola pública em Hialeah Gardens, em nome de Nicolas Ortiz, por meio de seus pais, Rafael e Lourdes Ortiz.

“Senhor. Ortiz está experimentando algo que nenhum americano deveria ter que experimentar”, disse Harmeet K. Dhillon, sócio-gerente do Dhillon Law Group, em comunicado.

“Já é ruim o suficiente que a escola não tenha feito nada para impedir o bullying de seus colegas, mas chegou ao ponto de se juntar a Ortiz por simplesmente praticar sua fé. Essa violação flagrante de seus direitos da primeira emenda é outro exemplo de como tantos em nosso sistema educacional se tornaram extremistas e por que o Dhillon Law Group está vindo em defesa do Sr. Ortiz”.

Ortiz teria começado a frequentar a Mater Academy Cutler Bay em 2018, permanecendo matriculado até janeiro de 2022, período em que costumava levar sua Bíblia para a escola para ler durante seu tempo livre.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

No entanto, muitos de seus colegas, funcionários da escola e administradores não gostaram do período em que ele passava com às Escrituras.

O processo detalha vários incidentes que demonstram o tamanho da hostilidade contra Ortiz enquanto ele tentava viver sua fé na escola.

“Durante uma discussão em sala de aula no outono de 2021, o professor de ciências de Nicholas, Sr. Ardieta, destacou Nicholas na frente de seus colegas e o questionou por acreditar em Deus. O Sr. Ardieta insinuou que Nicholas era ignorante por acreditar na Bíblia”, dizia o processo. “Quando Nicholas tentou defender suas crenças, o Sr. Ardieta o interrompeu e disse, na frente da classe e durante a discussão em sala de aula, Nicholas não deveria acreditar na Bíblia.”

Embora os pais reclamassem repetidamente à escola sobre o bullying de seu filho, nada foi feito para protegê-lo.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

“Em 11 de outubro de 2018, a Sra. Ortiz enviou um e-mail para a escola notificando que, ao longo de vários dias, os alunos da aula de educação física de Nicholas ‘ameaçaram machucá-lo’”, diz o processo.

Você pode gostar
Será que o público entende quando você prega?
Adquira o curso que é focado em desenvolver e destravar a Oratória de futuros Líderes Cristãos.
SAIBA MAIS! »

Termine o ano memorizando a Bíblia!
Memorize os livros da Bíblia e suas passagens de um jeito super dinâmico. Fortaleça sua fé para comunicar a Palavra de Deus do jeito fácil!
SAIBA MAIS! »

Se capacite em administrar melhor suas finanças!
Veja como você pode ser mais próspero financeiramente à luz da Palavra de Deus.
SAIBA MAIS! »

Trending