Siga-nos!

Educação

Estado americano exige que escolas ensinem sobre comunidade gay

Conservadores alertam que a ação pode despertar nas crianças dúvidas sobre sua própria sexualidade

Publicado

em

Drag queens nas escolas
Drag queens ensinam em escolas americanas. (Foto: CBN)


Nos Estados Unidos, Nova Jersey se torna o segundo estado, depois da Califórnia, a exigir que as escolas públicas insiram os seguintes temas na programação educativa: inclusão para pessoas com deficiência e comunidade LGBT.

De acordo com o canal CNN, a medida foi assinada pelo governador Phil Murphy, na quinta-feira (7) e modelada após uma lei similar aprovada na Califórnia, em 2011.

Os conselhos de educação daquele Estado devem adotar agora “instruções que retratem com precisão as contribuições políticas, econômicas e sociais de pessoas com deficiência, bem como lésbicas, gays, bissexuais e transgêneros”.

Murphy, que é democrata e do partido de esquerda dos EUA, disse que estava “honrado” em assinar uma lei que tornará obrigatório o ensino “sobre as ricas contribuições e conquistas de nossa comunidade LGBT e de pessoas com deficiências”. Para ele, a ação vai contribuir na construção de comunidades mais tolerantes.

É prevista a atualização de livros didáticos até 2020. A lei não se aplica a escolas privadas. Organizações conservadoras se manifestaram dizendo que tais exigências tiram o poder dos pais e podem encorajar as crianças a questionar sobre sua sexualidade.



Publicidade
Publicidade