Siga-nos!

política

Esquerdista pede prisão de Malafaia, que o chama de defensor de corruptos

Leonardo Boff sugeriu que o STF pode prender pastor por suas opiniões.

em

Silas Malafaia
Silas Malafaia (Foto: Reprodução/Facebook)

O esquerdista Leonardo Boff pediu nas redes sociais, nesta segunda-feira (16), a prisão do pastor Silas Malafaia por suas posições críticas contra o Supremo Tribunal Federal (STF) e em defesa do presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

“Creio que o próximo a ser enviado a fazer companhia a Jefferson é o “pastor” Silas Malafaia. Pelas falsidades que continua dizendo e pela indução dos fiéis a ir contra as instituições, o STF teria todos os argumentos para sustá-lo. E vai acontecer, é só esperar, sem ser profeta”, escreveu no Twitter.

Em resposta, o pastor Silas Malafaia, que é presidente da Assembleia de Deus Vitória em Cristo (ADVEC), ironizou o filósofo e teólogo, apontando que ele é “bom para defender os governos mais corruptos da história do Brasil”.

“LEONARDO BOFF, você é bom para defender os governos mais corruptos da história do Brasil, que são os governos Lula e Dilma. Saquearam a nação, roubaram bilhões e bilhões. Você não passa de um comunista de meia tigela, com a sua teologia falida, [um] MEDÍOCRE QUE APOIA CORRUPTOS”, escreveu o pastor.

A preocupação de que o pastor assembleiano possa a vir a ser o próximo preso por suas opiniões tem sido disseminada nos grupos de pastores, já que ele tem uma posição muito contundente diante do cenário de abusos de poder do Supremo.

Você pode gostar
Será que o público entende quando você prega?
Adquira o curso que é focado em desenvolver e destravar a Oratória de futuros Líderes Cristãos.
SAIBA MAIS! »

Termine o ano memorizando a Bíblia!
Memorize os livros da Bíblia e suas passagens de um jeito super dinâmico. Fortaleça sua fé para comunicar a Palavra de Deus do jeito fácil!
SAIBA MAIS! »

Se capacite em administrar melhor suas finanças!
Veja como você pode ser mais próspero financeiramente à luz da Palavra de Deus.
SAIBA MAIS! »

Trending