Siga-nos!

Mundo Cristão

Esposa de missionário que teve a mão decepada está melhorando, diz testemunha

Eveline Fung viu o marido e um casal de amigos serem mortos por muçulmanos fulanis e teve a mão arrancada por eles

em

Eveline Fung. (Foto: Divulgação)

A esposa do tradutor Angus Fung, Eveline Fung, está se recuperando após ter uma das mãos cortadas por muçulmanos Fulani em uma aldeia cristã nos Camarões. Seu esposo, que atuava no país há três décadas, foi espancado até a morte.

As informações sobre o estado de saúde dela foram dadas por Efi Tembon, um voluntário do ministério humanitário chamado Oasis Network for Community Transformation.

Segundo ele, o estado de saúde de Eveline é estável e ela já está conseguindo falar novamente.

“Ela ainda está no hospital, mas está melhorando”, disse Tembon. “Sua mão se foi, mas ela ficará bem”, disse ele ao The Christian Post.

Por conta do ataque, ela perdeu muito sangue e precisou receber transfusão de sangue no hospital onde foi atendida.

Traumatizada pelo que aconteceu, ela ficou em estado de choque e terá que passar por tratamento pós trauma, segundo Tembon.

Ainda de acordo com a fonte, os fulanis agiram a mando das autoridades da cidade de Wum, região anglófona de Camarões.

Tembon já trabalhou na região no passado e sabe que os fulanis são armados e orientados a atacarem moradores de fazendas que apoiam a separação da cidade do resto de Camarões, tendo os cristãos como alvo principal.

Publicidade