Siga-nos!

Sociedade

“Espero que Moro não ocupe a vaga que deixarei no STF”, diz Marco Aurélio Mello

Marco Aurélio Mello diz que ministro “não é vocacionado” para o cargo.

Michael Caceres

em

Marco Aurélio Mello. (Foto: Nelson Jr./SCO/STF)

O ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), será aposentado compulsoriamente em 2021, quando completará 75 anos de idade, abrindo assim uma vaga na Corte, que deverá ser ocupada pelo ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro.

No entanto, Mello afirma que espera que o ministro não ocupe sua vaga no Supremo, pois considera que o ex-juiz, responsável por desmantelar um mega esquema de corrupção, “não é vocacionado” para o cargo, além de criticar Moro pelos diálogos vazados pelo The Intercept.

Marco Aurélio diz que continua a “indagar o que nós estaríamos a dizer se [Moro] tivesse mantido essa espécie de diálogo com a outra parte [a defesa dos réus]”. “Ministério Público no processo é parte e tem que ser tratado como tal”, declarou o ministro.

A primeira vaga para o STF será aberta com a aposentadoria do ministro Celso de Mello, em 2020. Para essa vaga o presidente Jair Bolsonaro deverá indicar um representante evangélico, algo que tem sido repetido por ele constantemente no último mês.

Sergio Moro deverá ser indicado na segunda vaga, mas vem sofrendo com os ataques de parte da imprensa após vazamentos ilegais de conversas pessoais com autoridades da força-tarefa da Lava Jato. Moro não reconhece a autoria dos diálogos divulgados pelo The Intercept.

Publicidade