Siga-nos!

Internacional

Emirados Árabes prometem ajudar a reconstruir igrejas no Iraque destruídas pelo Estado Islâmico

Reconstrução da cidade é um projeto da Unesco

em

Igreja Síria-Católica Al-Tahira. (Foto: Pascal Maguesyan / Mesopotamia)

Duas igrejas históricas de Mosul, no Iraque, que foram destruídas pelos terroristas do Estado Islâmico serão reconstruídas e os Emirados Árabes Unidos prometeram ajudar neste trabalho.

O trabalho será feito em parceria com a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) e sua iniciativa intitulada “Revive the Spirit of Mosul”.

Em 2016, a Igreja Síria-Católica Al-Tahira e a Igreja Al-Saa’a foram saqueadas e pelos terroristas do EI e parte da estrutura delas foram destruídas com explosivos.

Além de reviver o espírito da cidade, como o nome do programa sugere, a reconstrução das igrejas também trará ajuda à economia local, empregando cerca de 1.000 trabalhadores como afirma o International Christian Concern.

“A ocupação de Mosul deixou a cidade destruída. Nem uma única estrutura está ilesa. Nem um único painel de vidro é ininterrupto”, revelou a UNESCO no começo deste ano.

“O sítio arqueológico de Nimrud, o Museu de Mosul, o santuário Nabi Younnis, o minarete Al Hadba e muitos outros locais e pontos de referência estão em ruínas”, continuou o órgão.

O ministro da Cultura e Desenvolvimento do Conhecimento dos Emirados Árabes Unidos, Noura Al Kaabi, disse que o projeto significa uma “parceria pioneira que envia uma mensagem de luz, em tempos aparentemente mais sombrios”, segundo o Gulf News.

“Ao reconstruir uma fração do passado, o Iraque pode moldar seu futuro como uma sociedade inclusiva, tolerante e aberta, que sempre encontrou uma manifestação tangível nos ricos locais históricos de Mosul”, acrescentou.

Publicidade