Siga-nos!

Política

Em nota, Igreja Presbiteriana afirma que não apoia partidos

Denominação contraria pastor de Londrina que usou estrutura da igreja para pedir apoio ao Aliança pelo Brasil.

Michael Caceres

em

Emerson Patriota. (Foto: Reprodução / Youtube)

A Igreja Presbiteriana do Brasil (IPB) divulgou nota contrariando a atitude do pastor Emerson Patriota, da denominação em Londrina, que usou a estrutura da igreja para pedir assinaturas em apoio ao Aliança pelo Brasil, como mostrou o Gospel Prime.

Membros do Supremo Concílio, órgão máximo da denominação, ficaram incomodados com o comportamento do pastor e a IPB divulgou nota afirmando que a instituição “não é apolítica”, mas que “em nenhum momento apresentou ou apresenta apoio a qualquer partido político.”

“Em resolução de sua reunião ordinária em 1990, o Supremo Concílio da Igreja Presbiteriana do Brasil orienta seus concílios em geral que evitem apoio ostensivo a partidos políticos e que as igrejas não cedam seus templos ou locais de culto a Deus para debates ou apresentações de cunho político”, diz a nota.
A nota foi divulgada a pedido do presidente do Supremo Concílio presbiteriano, reverendo Roberto Brasileiro Silva, após a igreja ser pressionada por membros que reprovaram o comportamento do pastor Emerson Patriota.

A denominação entendeu que a atitude do líder feriu o princípio da liberdade individual dos fiéis para escolher políticos.

Um vídeo mostra o pastor anunciando a presença de um ônibus de apoio a sigla, um ato considerado crime eleitoral e que será investigado pelo Ministério Público. O pastor afirma que está “fazendo um apoio” para a formação do partido.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE