Siga-nos!

Mundo Cristão

Edir Macedo reúne líderes evangélicos no Templo de Salomão

“Congresso Renovação – Santa Ceia da Unidade” reuniu mais de 6 mil lideranças de diferentes denominações do Brasil

Avatar

em

Lideranças evangélicas no Templo de Salomão da IURD. (Foto: Divulgação / Universal.org)

No último sábado (20) cerca de 6 mil líderes evangélicos das mais diferentes denominações estiveram no Templo de Salomão participando do “Congresso Renovação – Santa Ceia da Unidade”.

Antes do congresso começar, o bispo Edir Macedo se encontrou com alguns líderes de grandes denominações como o pastor Juanribe Pagliarin e sua esposa Deise Pagliarin, da Comunidade Cristã Paz e Vida; Apóstolo Estevam Hernandes e Bispa Sônia Hernandes, da Igreja Apostólica Renascer em Cristo; Pastor Márcio Valadão, da Igreja Batista da Lagoinha;  Reverendo Domingos Lima, representante da Ordem de Ministros Batistas Nacionais de Minas Gerais (ORMIBAN); e outros.

Leia mais...

“Temos doutrinas diferentes, mas temos o mesmo Pai”, disse o pastor Márcio Valadão. Edir Macedo tratou dos grandes desafios das igrejas brasileiras e sobre a importância da união de forças entre as lideranças.

O bispo Eduardo Bravo, responsável pelas Relações Institucionais da Universal e presidente da União Nacional de Igrejas e Pastores Evangélicos (Unigrejas), destacou sobre o objetivo de reunir tantas lideranças nessa ocasião. “Acreditamos que cada igreja tem sua particularidade. Mas, todos nós fazemos parte do mesmo Corpo e Jesus Cristo é o cabeça. Então, o nosso desejo é que o Reino de Deus cresça”, disse.

O bispo comentou do crescimento dos evangélicos no país, que hoje é estimado em 60 milhões de pessoas, 30% da população.

“Queremos 60 milhões de convertidos, pessoas nascidas de Deus e não apenas com o rótulo de evangélicos. Por isso, promovemos os congressos para orarmos uns pelos outros. Temos que orar não apenas para crescer em números, mas em qualidade. Porque se tivermos uma igreja de qualidade, então, o Brasil se tornará um bom testemunho para os demais países.”

Continue lendo