Siga-nos!

Sociedade

Documentário pró-vida expõe vínculos entre satanismo e aborto

Grupo comparou depoimentos de abortistas e satanistas.

em

Templo Satânico. (Foto: Reprodução / Facebook)

O grupo pró-vida Created Equal [Criado Igual] lançou um documentário que mostra as relações entre os grupos pró-aborto e o satanismo, dando destaque para a indústria do aborto que fatura muito nos EUA.

Com o título de “Abortion: A Doutrine of Demons” [Aborto: Uma Doutrina de Demônios], o vídeo de 22 minutos justapõe um olhar atento à indústria do aborto e aos ativistas do aborto com os valores declarados de grupos satânicos.

“A Created Equal vem aumentando o assédio de defensores do aborto que se identificam abertamente como satanistas. E aqueles que amam a morte (defensores do aborto) costumam adotar rapidamente os princípios do satanismo”, explica o fundador e presidente da Created Equal, Mark Harrington ao site LifeNews.

A produção tem como objetivo mostrar para os cristãos que a questão também é espiritual. “Esperamos despertar uma igreja adormecida para a batalha espiritual que enfrentamos.”

O grupo declara que a busca pela autonomia e liberdade para fazer o que quiser tem em satanás o maior representante. “O satanismo é, portanto, o espaço reservado perfeito para esses valores distorcidos”.

O vídeo mostra relatos de indivíduos pró-aborto que saúdam satanás, uma mulher dizendo que prefere membros da igreja satânica a cristãos, entre outros depoimentos.

“Satanistas solitários soldados ou amantes do aborto que zombam do cristianismo não provam uma conexão doutrinária entre matar bebês pré-nascidos e satanismo”, diz o narrador.

“Mas quem ama a morte costuma adotar rapidamente seus princípios. Isso não é surpreendente quando o Templo Satânico ensina que defende o acesso ao aborto é uma forma digna de adoração”.

Também é possível ver neste vídeo vários abortistas, desde Kermit Gosnell e Ulrich Klopfer até o falecido Robert Santella, que foi pego em uma fita sussurrando: “Eu amo matar bebês”.

“No centro desse terrível comportamento está a rebelião”, diz o narrador. “A rebelião contra Deus exemplificada pelo satanismo e ameaçando a todos que se colocam no caminho da autonomia. A busca pela autonomia absoluta está atropelando as pessoas em seu caminho”, completa.

O documentário conclui com uma nota de esperança, lembrando ao público que o cristianismo desempenhou um papel fundamental na abolição das práticas bárbaras ao longo da história da humanidade. “Havia luz que brilhava na escuridão para acabar com esse mal”, diz o narrador.

“Isso acabou com o sacrifício de crianças nos séculos seguintes à ressurreição de Cristo. E essa luz vai acabar com isso hoje”.

Publicidade