Siga-nos!

política

Ditadura do PSDB: Eduardo Leite impõe medidas draconianas

Governador do Rio Grande do Sul ignora prefeitos e suspende “cogestão”.

Michael Caceres

em

Eduardo Leite e João Dória
Eduardo Leite e João Dória (Foto: Reprodução/Governo de São Paulo)

O governador do estado do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), resolveu suspender o que chama de “cogestão”, ignorando prefeitos que se posicionaram contra as medidas draconianas impostas a partir da manutenção da “bandeira preta”.

“Pode ser momento de centralizar a gestão. Quero ouvir os prefeitos, mas entendo que precisamos de um comando único. Não é que o governador queira passar por cima dos prefeitos, mas a situação que temos hoje impacta todos os gaúchos, mesmo nas regiões que não estejam em bandeira preta”, disse Eduardo Leite.

Eduardo Leite anunciou que a partir de sábado, 27 de fevereiro, o estado começa um novo lockdown, com fechamento de igrejas, comércios e atividades, até o dia 7 de março, novamente para tentar conter o avanço da covid-19.

Os hospitais de campanha do Estado já não estão em funcionamento, nem tão pouco investiu em leitos suficientes para a Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) dos hospitais, apesar de ter recebido bilhões de reais do governo federal.

“Mesmo não permitindo espaço para desorientação, precisa de mais unidade. Nós não podemos repetir aqui no RS a falta de coordenação nacional. Precisamos puxar juntos na mesma direção e não uma ordem do governador que pode ser contestada”, tentou convencer Eduardo Leite em reunião com prefeitos.

Em decreto anterior, o governador do Rio Grande do Sul havia suspendido as atividades das 20h00 às 5h00 em todo o estado, que seria mantido até às 5h00 do dia 2 de março, sendo que os prefeitos podiam decidir sobre medidas a serem adotadas.

Com a imposição das medidas os cultos nas igrejas voltaram a ser suspensos, o comércio classificado como não-essencial será fechado e outras medidas draconianas adotadas, supostamente para conter o avanço da covid-19 no estado.

A decisão de suspender a “cogestão” aconteceu depois de reunião de Leite com a Federação das Associações de Municípios do Rio Grande do Sul (Famurs).

Você pode gostar
Será que o público entende quando você prega?
Adquira o curso que é focado em desenvolver e destravar a Oratória de futuros Líderes Cristãos.
SAIBA MAIS! »

Termine o ano memorizando a Bíblia!
Memorize os livros da Bíblia e suas passagens de um jeito super dinâmico. Fortaleça sua fé para comunicar a Palavra de Deus do jeito fácil!
SAIBA MAIS! »

Se capacite em administrar melhor suas finanças!
Veja como você pode ser mais próspero financeiramente à luz da Palavra de Deus.
SAIBA MAIS! »

Trending