Siga-nos!

Entretenimento

Disney contrata “instituto de gênero” para checar viés de roteiros

O objetivo é aumentar a diversidade e igualdade de gênero nas produções

em

Disney. (Foto: Reprodução)

Para verificar se suas produções estão com equivalentes na participação de homens e mulheres, a Disney resolveu investir em um software para mapear a diversidade de gênero.

O programa usa inteligência artificial para realizar esse mapeamento é um produto do Instituto Geena Davis de Gênero na Mídia que desenvolveu o GD-IQ: Spellcheck for Bias (Análise de discurso em busca de viés, em tradução livre) em parceria com a Universidade do Sul da Califórnia, a Escola Viterbi de Engenharia.

O software tem capacidade de identificar e mensurar a participação de homens e de mulheres e de personagens de grupos específicos como personagens LGBTQ+, negros e outros grupos que são minoria nas produções de séries e filmes.

Segundo o Hollywood Reporter, o objetivo desse monitoramento em roteiros é ajudar os roteiristas a não reproduzir estereótipos e ainda aumentar a diversidade e igualdade de gênero nas produções.

A parceria foi anunciada pela atriz Geena Davis durante um seminário sobre o poder da inclusão, Power of Inclusion Summit, que aconteceu na Nova Zelândia.

O principal objetivo do instituto é aumentar a representatividade e diversidade de papéis femininos.

Publicidade