Siga-nos!

Política

Dilma é ateia e Michel Temer, maçom – sim, eu posso provar

Avatar

em

O atual vice-presidente da República, Michel Temer, que concorre a reeleição na chapa de Dilma Rousseff, é nacionalmente conhecido como o mais ilustre maçom brasileiro da nossa época. Ele é um maçom ativo, que dá palestras e participa de rituais nas lojas maçônicas do Brasil.

Por sua vez, Dilma Rousseff já confirmou publicamente que não têm qualquer crença consolidada na existência de Deus. Não são boatos; são fatos. E, ao contrário dos militantes virtuais, eu posso provar cada informação aqui publicada.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Primeiro, provarei aqui que Temer é maçom. Uma tarefa fácil para quem lê jornais e acompanha as notícias sobre as lojas maçônicas no Brasil.

Em extensa reportagem publicada no dia 03 de março de 2013, a Folha de São Paulo tratou da “eleição” em andamento, na época, do grão-mestre geral do Grande Oriente do Brasil (GOB), o maior ramo da maçonaria brasileira.

A matéria destacou que entre os 40 mil maçons do GOB estão muitos políticos influentes, incluindo senadores e deputados. O mais ilustre deles, destacou a reportagem da Folha, é o atual vice-presidente da República, Michel Temer. Confira:

Entre os notáveis sempre louvados estão figuras como José Bonifácio, Patriarca da Independência e primeiro grão-mestre da instituição, Dom Pedro I, Rui Barbosa, Marechal Deodoro da Fonseca e Joaquim Nabuco. Hoje o mais ilustre é o vice-presidente da República, Michel Temer (PMDB).

Além da reportagem publicada no jornal impresso, a Folha disponibilizou na TV Folha um vídeo com depoimentos de maçons. Mais uma vez, o vice de Dilma foi confirmado como maçom.

marcosMarcos José da Silva, então grão-mestre geral do Grande Oriente do Brasil, destacou os nomes de maçons famosos na História e completou:

Não falemos em Michel Temer, talvez ele fique aborrecido por causa disso.

Ou seja, o grão-mestre da GOB admitiu que o vice de Dilma é maçom, mas que ele talvez ficasse aborrecido com a confirmação pública do fato na Folha de São Paulo.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

A verdade é que Michel Temer tem uma trajetória na maçonaria e pode ser classificado como um maçom ativo. Quando ainda era deputado federal, Michel Temer já fazia palestras em lojas maçônicas. A loja M. Lobato, de Santos, publicou em seu twitter:

Loja Maçônica

Governo Dilma tentou tirar informação da Wikipedia

Vocês se lembram que a rede do Palácio do Planalto, de onde Dilma governa o Brasil, foi usada para alterar perfis na Wikipedia? Pois bem, um dos perfis alterados foi o de Michel Temer. E uma das informações apagadas foi justamente a sua ligação com a maçonaria:

Outras mudanças feitas pelo IP da Presidência retiraram a informação de que Temer é membro da maçonaria e a de que sua esposa, Marcela Temer, foi candidata à Miss Paulínia antes de se casar com o político. O trecho sobre a maçonaria foi recuperado posteriormente e a informação ainda pode ser lida na enciclopédia virtual.

Por que o IP da Presidência foi usado para alterar o perfil de Temer? Por que alguém no Palácio do Planalto se deu ao trabalho de tentar retirar a informação sobre a maçonaria?

Dilma e seu ateísmo frouxo

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

dilma-rousseffEm 2010, quando era não ocupava a presidência, Dilma Rousseff participou de uma sabatina na Folha de S. Paulo. Ela estava prestes a iniciar sua campanha eleitoral.

Em certo momento, um leitor enviou a pergunta: “A senhora tem alguma crença religiosa? Acredita em Deus?”.

Dilma enrolou bastante e deu uma resposta bem genérica:

Tive uma educação católica. Fiz colégio de freira até quarta série. Tenho toda a formação religiosa que uma pessoa da minha geração teve no Brasil. Fiquei durante muito tempo descrente. Eu acredito que as diferentes religiosidades são fundamentais para as pessoas viverem. Não acho que a gente pode dizer que só existe aquele ou esse ‘deus’.

Diante dessa resposta superficial, a jornalista Eliane Catanhêde pressionou: “Mas o leitor quer saber se a senhora, pessoalmente, acredita ou não”. Foi então que Dilma admitiu:

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

“Olha, eu me equilibro nessa questão: será que há Deus? será que não há?”

[youtube code=”_4dkyoUmdFI”]

Do ponto de vista filosófico, Dilma assume uma posição clássica de agnosticismo: “não sei se Deus existe ou não”. Na prática, contudo, o agnóstico vive como se Deus não existisse já que o corolário dessa posição é: “vivo em completa indiferença diante da ‘questão Deus’”.

O famoso ateu Christopher Hitchens (1949-2011) entendia que o agnosticismo era, basicamente, uma espécie de “ateísmo frouxo”.  Não por acaso, Dilma adotou essa posição frouxa quando estava prestes a disputar a Presidência da República.

Na prática, não há diferença entre agnóstico e ateu: ambos vivem indiferentes a Deus (mesmo que ele exista). É a filosofia pessoal da presidenta Dilma Rousseff.

Desafio qualquer um a refutar as informações aqui publicadas.

Thiago Cortês é formado em Sociologia pela Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo. Ele escreve em seu blog (*) e tem artigos publicados nos sites Mídia Sem Máscara e Reaçonaria. * https://thiagocortessite.wordpress.com/

Continua depois da publicidade