Siga-nos!

Mundo Cristão

“Deus, me perdoa!”, clamou jovem antes de morrer

Pai da vítima é um presbítero e pregava na igreja no momento do assassinato.

Avatar

em

Herick Costa Nunes. (Foto: Reprodução)
Publicidade

Na noite da última sexta-feira (7), o jovem Herick Costa Nunes, 21 anos, foi assassinado após discutir com um homem durante uma feira gastronômica em Vila Velha (ES).

Segundo testemunhas, o jovem foi atingido por dois tiros após questionar o homem que estava desrespeitando sua namorada. O atirador foi identificado como Ivanildo Santos da Cruz, 39 anos, que foi perseguido e agredido por pessoas que estavam no local.

Leia mais...

Continua depois da Publicidade

Antes de morrer, Herick teria pedido perdão à Deus. “Me perdoa, Deus. Deus, me perdoa”, foram as últimas palavras do jovem que também queria saber onde estava o seu pai.

O pai do jovem é o presbítero Alex Sandro Coutinho Nunes, 49 anos, que se sentiu confortado ao saber que ele clamou a Deus antes de partir.

“Meu filho era um menino trabalhador, quieto e sossegado. Ele trabalhava em um pet shop fazendo exposição de animais e outros serviços”, declarou o homem em entrevista ao Gazeta Online.

“Meu filho era uma pessoa do bem e morreu como mais uma vítima desse mundo violento”, lamentou.

Continua depois da Publicidade

Criado na igreja, Herick se afastou. “Ele ia nos visitar de vez em quando”, revelou o pai que estava no culto no dia da morte do filho. Foi seu outro filho, que também estava na feira gastronômica, que contou a ele sobre o incidente.

“Eu tinha acabado de pregar para as pessoas sobre a violência, falei que a gente não está preparado para uma briga. Na pregação, eu tinha dito que o pai não está preparado para perder filho, a mãe não está preparada para perder o filho. Eu não sabia que, naquele momento, eu estava falando para mim mesmo”.

Publicidade